Estudantes cobrem pichações homofóbicas na UFRJ

Por: Redação

Na última sexta-feira, dia 17, alunos e voluntários cobriram pichações homofóbicas em um banheiro da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Praia Vermelha, zona sul do Rio de Janeiro. A iniciativa foi idealizada pela estudante de graduação Ivone Pita.

Após os alunos juntarem dinheiro para a compra do material, eles pintaram a mensagem ofensiva “Jesus cura lesbianismo” com as cores da bandeira LGBT. Pelo Facebook, Ivone comentou sobre a reação à intervenção:

“A ideia surgindo, o apoio, a união para fazer acontecer, a gente pintando as portas, mais gente chegando para participar, depois tanta gente entrando nos banheiros para fazer foto junto às portas e as comemorações, os comentários todos, tanta gente vindo falar comigo para dizer que nunca ficou tão feliz na ECO, que aquele se tornou outro lugar, que ao entrar no banheiro e ver cores tão familiares sente acolhimento”, escreveu.

A estudante teve o apoio de colegas e ressaltou que a iniciativa contemplou muitas pessoas na universidade. “Vamos disputando espaços, significados, sentidos. Nós vamos dizendo que estamos aqui, sim, que esse mundo também é nosso, para nós e feito por nós. Eu queria abraçar cada pessoa que se sente contemplada pela ação. Quero caminhar com elas e que a gente faça muitas outras ações”.

No início de junho deste ano, um aluno denunciou frases homofóbicas nas instalações da faculdade. Devido ao caso, o Centro Acadêmico da unidade e um coletivo LGBT fizeram cartazes em resposta às ofensas.

Confira o post compartilhado por Ivone: