Fake news sobre a jornalista Miriam Leitão circula a web

Notícia de que jornalista foi presa na ditadura após assalto a banco é falsa

Por: Redação | Comunicar erro
miriam leitão fake news
Crédito: reprodução/Globo NewsFake News sobre Miriam Leitão circula as redes sociais

Uma foto que mostra a jornalista Miriam Leitão sendo presa durante a ditadura militar circula as redes sociais e o WhatsApp. A imagem sugere que a funcionária da Globo assaltou um banco portando um revólver, e que teria roubado o que seria hoje o equivalente a R$ 800 mil.

A imagem nada mais é que uma fake news. De acordo com o jornal O Globo, Miriam Leitão jamais foi presa e processada por roubo a mão armada, tampouco participou de um assalto à agência do Banespa, em São Paulo, em outubro de 1968.

A jornalista foi presa em 1972, no 38º Batalhão de Infantaria em Vila Velha, no Espírito Santo, por razões políticas e jamais foi acusada de ação armada.

miriam leitão fake news
Crédito: reprodução/O GloboFake news sobre Miriam Leitão circula pela redes sociais

A foto consta nos autos do processo a que respondeu e foi publicada no livro “Em nome dos pais”, escrito pelo filho da jornalista Matheus Leitão.

Miriam Leitão atacada nas redes sociais

A fake news começou a circular as redes sociais após a jornalista fazer uma análise sobre o segundo turno das eleições entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

Durante o “Bom Dia Brasil”, exibido na Globo, a jornalista disse que Jair Bolsonaro sempre fez um discurso autoritário, a favor da ditadura militar e da tortura, e que para garantir seu lugar na presidência, ele precisaria acalmar sua fala e migrar ao centro. Enquanto que Fernando Haddad, segundo Leitão, já começou o discurso valorizando a democracia.

A jornalista ainda comparou os dois candidatos e garantiu que eles não são equivalentes. “Bolsonaro sempre teve um discurso autoritário. O PT de vez em quando tem declarações de grupos que apoiam a Venezuela, mas na verdade é um partido que nasceu e cresceu na democracia, sempre jogou o jogo democrático e governou respeitando as instituições democráticas”.

Após o vídeo circular nas redes sociais, Miriam Leitão passou a ser atacada por bolsonaristas em sua conta do Facebook. A jornalista chegou, inclusive, a bloquear comentários em suas publicações.

Compartilhe:

1 / 8
1
08:52
Machismo em escolas de samba
Carolina Ribeiro, musa da Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, é a convidada do programa Entrevista …
2
02:06
Como ajudar outras mulheres no Carnaval
O Carnaval chegou e para evitar que algumas coisas chatas e sérias estraguem a sua folia, separamos algumas dicas para …
3
00s
Quem foi Chico Mendes?
Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em uma família de seringueiros, ofício que herdou de seu pai. Ao longo …
4
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
5
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
6
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
7
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
8
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …