Últimas notícias:

Loading...

Filmagem flagra PMs espancando jovem e fazendo ameaças

Policial pergunta se moradores vão defender vagabundo e adverte que vai "quebrar todo mundo"

Por: Redação

Na madrugada do último sábado, 13, moradores do Jardim Fontális, zona norte de São Paulo, flagraram cinco policiais militares agredindo um morador da comunidade, de 27 anos. Ele alega ser trabalhador e ter ido buscar a namorada, mas continua a ser espancado. Abaixo, assista ao vídeo do caso.

Além dos que batem no rapaz, outros PMs que estavam no local perguntam se os moradores vão defender “vagabundo” e que devem entrar em casa. Um dos policiais afirma que vai “quebrar todo mundo.”

No 73º DP, em Jaçanã, o caso foi registrado pelos policiais como resistência durante um patrulhamento e que o suspeito caiu no chão quando tentava escapar. Depois de o vídeo ser divulgado, houve uma atualização no registro, e o caso foi alterado para tortura e falso testemunho.

Saiba como denunciar violência policial

Crédito: Reprodução/TwitterPolicial militar pergunta se moradores vão defender vagabundo

Destacamos diferentes ferramentas de denúncia contra a violência policial. Além da agressão física, configura-se também pela intimidação moral, no uso ilegal e ilegítimo da força ou da coação. Seja por meio de órgãos públicos ou plataformas digitais, confira dicas sobre como denunciar violência policial:

Disque 100

Canal de comunicação que possibilita conhecer e avaliar a dimensão da violência contra os direitos humanos e o sistema de proteção, bem como orientar a elaboração de políticas públicas.

Ouvidoria de Polícia

Recebe denúncias contra policiais militares e civis que, eventualmente, tenham cometido atos arbitrários ou ilegais; Faz a apuração das queixas. A denúncia pode ser feita anonimamente, por meio de carta e-mail ou telefone.

Em São Paulo, por exemplo, a denúncia pode ser feita até online.

Corregedoria da Polícia Civil e da Polícia Militar

Criado para apurar desvio de conduta policial, órgão pode instaurar inquérito policial quando o crime é cometido por agentes de segurança e, neste caso, encaminhado à justiça comum.

Ministério Publico – MP

Tem como função processar infratores e fiscalizar ações de órgãos públicos envolvidos em investigação criminal, como polícia e órgãos de perícia.

DefeZap

Desenvolvido em 2016 pelas organização Nossas, a plataforma tem como objetivo dar visibilidade à questão da segurança pública e defesa dos direitos humanos.

A plataforma recebe denúncias de violência policial, realiza apurações preliminares e encaminha casos aos órgãos competentes. Conheça a plataforma.

Compartilhe: