Flordelis é intimada a colocar tornozeleira eletrônica em 48h

A deputada federal tem até as 19h de quinta-feira para colocar o dispositivo

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A Justiça do Rio de Janeiro deu um prazo de até 48 horas para de deputada federal Flordelis (PSD-RJ) colocar a tornozeleira eletrônica. A parlamentar foi intimada na noite de ontem, 6, por um oficial em Niterói, onde mora.

A deputada, que também é pastora e cantora gospel, deverá se apresentar à Seap (Secretaria de Administração Penitenciária) até as 19h de quinta-feira, 8, para colocar o dispositivo.

flordelis
Crédito: Michel Jesus/Câmara dos DeputadosFlordelis é intimada a usar tornozeleira eletrônica e precisa se apresentar até a noite de quinta-feira

Flordelis foi denunciada no fim de agosto pelo MP-RJ e pela Polícia Civil como a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto em 2019.

Oito pessoas foram presas por envolvimento no crime, sendo sete filhos e uma neta de Flordelis, que só não foi detida por causa da imunidade parlamentar.

No dia 18 de setembro, a juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, aceitou um pedido do Ministério Público e determinou que a deputada usasse tornozeleira.

Processo na Câmara

Na última quinta-feira, 1, o corregedor da Câmara, deputado Paulo Bengtson (PTB-PA), entregou ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), um parecer recomendando o envio do processo da deputada Flordelis para o Conselho de Ética.

O pedido de quebra de decoro parlamentar foi feiro no fim de agosto pelo deputado Léo Motta (PSL-MG). Agora, a Mesa Diretora da Câmara analisará o relatório e decidirá se envia o caso para o Conselho de Ética da Casa.

Compartilhe:

Tags:#Crime