CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Foto de pai e filha mortos na fronteira dos EUA choca o mundo

Registro, comparado à foto do menino sírio Alan Kurdi, de 3 anos, também vítima de afogamento, expõe consequência da crise migratória em todo o mundo

Por: Redação

Em todo o mundo, muros, cercas e políticas protecionistas fazem milhares de vítimas. Diariamente, os noticiários anunciam as consequências da crise migratória que, nos últimos anos, expõe ao mundo o colapso de um sistema socioeconômico falho e que exige sua reinvenção.

Na última terça-feira, 25, um registro fotográfico voltou a chocar o mundo. Nele, um homem e sua filha de quase dois anos aparecem mortos, vítimas de afogamento, após tentarem atravessar o Rio Grande, na fronteira entre México e Estados Unidos.

Abraçada ao pescoço do pai, a imagem sugere que a criança estava agarrada a ele quando ambos sucumbiram à correnteza que os levou à margem do rio. Os corpos dos salvadorenhos Óscar Alberto Martínez Ramíres, de 26 anos, e Valeria, um ano e 11 meses, foram encontrados a apenas um quilômetro da fronteira com Texas, na cidade de Matamoro.

Jornais mexicanos compararam imagem à foto do menino sírio Alan Kurdi, de 3 anos, que comoveu o mundo, e se tornou símbolo da crise migratória – Foto: STR /AFP

Em entrevista ao jornal “La Jornada”, a mulher de Óscar, e mãe da criança, Vanessa Ávalos, explicou que a família havia chegada a Montamoros no último domingo, 23, com esperança de conseguir asilo norte-americano. No entanto, resolveu atravessar a fronteira nadando ao descobrir que o processo jurídico se estenderia mais do que esperava.

Às autoridades, Vanessa relatou que o marido consegui cruzar o rio com  a filha, deixando-a do lado americano do rio. Mas, ao entrar no rio novamente para buscá-la, a criança entrou na água em busca do pai. Foi quando Óscar tentou salvá-la e acabaram levados pela correnteza.

Repressão obriga imigrantes a procurarem novas rotas

Em meio ao debate sobre políticas anti-imigração, na última segunda-feira, 24, o governo mexicano enviou mais de 20 mil forças de segurança para suas fronteiras sul e norte – numa tentativa de impedir a passagem de migrantes não autorizados para os Estados Unidos.

Por outro lado, especialistas em direitos humanos questionam o endurecimento das lei que, segundo eles, podem levar os migrantes a buscarem rotas mais perigosas para chegar aos Estados Unidos.

1
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
2
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
3
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
4
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
5
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …
6
Guia Negro Entrevista: O que é ser um corpo negro no mundo?
Neste décimo e último episódio da terceira temporada do Guia Negro Entrevista, o programa revisita seu passado para apresentar um …
7
Vídeo da reunião de Bolsonaro com Moro pode incriminar o presidente? Entenda
E não é que a exibição do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril citado pelo ex-ministro Sergio …
8
3 países que mostraram que é possível conter o coronavírus
Nova Zelândia, Alemanha e Taiwan. O que esses três locais têm em comum? Eles mostraram para o mundo que ações rápidas …