Gagliasso se diz mais consciente sobre racismo e homofobia

"Vivendo e aprendendo sempre", respondeu o ator a uma seguidora

Por: Redação | Comunicar erro
bruno com titi no colo
Crédito: reprodução/InstagramBruno Gagliasso reconhece frases preconceituosas no passado

O ator Bruno Gagliasso admitiu ver com outros olhos questões como racismo e homofobia, admitiu erros do passado e se disse mais consciente hoje em dia. Tudo isso depois de ser questionado por uma seguidora em seu Instagram.

“Bruno, você acha que a adoção da Titi fez você olhar para assuntos como racismo, homofobia, machismo, com outros olhos?”, perguntou a seguidora, que foi respondida logo em seguida. “Sem dúvidas. Fico triste que tenha sido tão tarde e me culpo por isso. Vivendo e aprendendo sempre!”, disse Bruno Gagliasso.

A pergunta foi feita em uma foto que mostra Titi, a filha adotiva de Bruno com Giovanna Ewbank deitada no chão fazendo um trabalho de colagem em uma cartolina.

Em julho deste ano, o ator comentou sobre tuítes preconceituosos postados no passado e recuperados por internautas. “Estou aqui em 2018 respondendo com minhas ações e atitudes por quem já fui também em 2009, e mesmo antes disso. De alguma forma, todos estamos. Não é passando o pano no preconceito, mas sim passando tudo a limpo, que o mundo vai se tornar um lugar melhor”, escreveu na ocasião em seu Twitter.

Os posts de Gagliasso, recuperados por internautas, faziam brincadeiras homofóbicas.

Os seguidores de Gagliasso resolveram resgatar as publicações depois de o artista ter criticado os posts de cunho racista de Júlio Cocielo, do “CanalCanalha”. Na época, o youtuber também reconheceu o erro se pronunciou em um vídeo intitulado “Ignorância”.

“Eu estou aqui consciente do meu erro e não quero tentar ter razão ou debater em cima de uma coisa em que eu não tenho razão nenhuma”, disse o youtuber.

Compartilhe:

1 / 8
1
08:52
Machismo em escolas de samba
Carolina Ribeiro, musa da Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, é a convidada do programa Entrevista …
2
02:06
Como ajudar outras mulheres no Carnaval
O Carnaval chegou e para evitar que algumas coisas chatas e sérias estraguem a sua folia, separamos algumas dicas para …
3
00s
Quem foi Chico Mendes?
Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em uma família de seringueiros, ofício que herdou de seu pai. Ao longo …
4
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
5
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
6
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
7
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
8
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …