GCM agride professores municipais em protesto na Câmara de SP

Bombas de gás lacrimogênio foram lançadas e uma mulher foi espancada pela polícia

Por: Redação Comunicar erro
Os professores municipais entraram em greve no dia 8 de março

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) agrediu professores municipais durante o protesto realizado em frente à Câmara Municipal de São Paulo nesta quarta-feira, dia 14. Bombas de gás lacrimogênio foram lançadas e uma mulher foi espancada pela polícia, de acordo com relato da vereadora Sâmia Bomfim (PSOL).

O confronto começou quando os manifestantes contrários à reforma da Previdência de servidores municipais tentavam entrar no prédio para acompanhar a audiência que discute o projeto de lei sobre o assunto. O tema faz parte da pauta da Comissão de Constituição e Justiça, que ocorre nesta quarta.

Nas redes sociais, Sâmia publicou fotos da manifestação e relatou o caso de violência contra a professora. “Na semana em que Doria anuncia sua candidatura ao governo, ele espanca professores e servidores em luta contra o fim da aposentadoria”, escreveu.

Em nota, a assessoria de imprensa da Câmara informou que “a Presidência da Casa atuou desde o princípio para garantir o amplo debate democrático do PL 621/16” e “assegurou o acesso de manifestantes ao plenário onde ocorria a reunião da CCJ e ao auditório externo até a lotação máxima dos dois espaços”. “Eventuais excessos das forças de segurança que atuam dentro do Legislativo serão apurados”, diz o texto.

Greve

O texto da reforma prevê o aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14%, além da instituição de contribuição suplementar vinculada ao salário do servidor. Por isso, o desconto poderá chegar a 18,2%, segundo a prefeitura. A gestão defende que, sem a alteração, a sustentabilidade da previdência municipal não é viável.

Os professores municipais entraram em greve contra a proposta na última quinta-feira, dia 8. A paralisação atinge 93% das 1.550 escolas da administração direta, ou seja, administradas pela própria Prefeitura com o auxílio de funcionários públicos.

De acordo com balanço da Secretaria Municipal de Educação, 46% das unidades de ensino aderiram à paralisação totalmente, 47% funcionam parcialmente e apenas 7% funcionam normalmente.

Além dos professores municipais, servidores de outros setores também estão em greve, como da saúde, da zoonose, do serviço funerário, engenheiros, arquitetos, assistentes sociais, bibliotecários e guardas, segundo o Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep).

Veja os posts da vereadora Sâmia Bomfim:

Na semana em que Doria anuncia sua candidatura ao governo, a polícia espanca professores e servidores em luta. Tudo isso…

Posted by Sâmia Bomfim on Wednesday, March 14, 2018

  • Leia também:
1
08:00
Lava Jato usou denúncia contra Lula para abafar crise de Janot e Temer
A matéria mais recente da Vaza Jato publicada pelo site The Intercept Brasil mostra diálogos entre os procuradores da força-tarefa …
2
04:04
O que se sabe sobre as manchas de óleo no litoral do Nordeste
Nos últimos dias de agosto, manchas de óleo começaram a aparecer em praias do litoral do Nordeste. O problema começou …
3
03:39
Bolsonaro nega envolvimento no caso das candidaturas laranjas do PSL
Durante um de seus encontros recentes com a imprensa, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que não tem nenhuma …
4
02:55
STF quer verificar a veracidade dos diálogos entre procuradores e Moro
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, quer verificar a autenticidade das conversas trocadas entre procuradores da Lava …
5
05:39
Por que o STF e a Operação Lava Jato estão em clima de guerra?
A tensão existente entre a Operação Lava Jato e o Supremo Tribunal Federal (STF) não é nenhuma novidade. O problema …
6
03:56
A verdadeira face de Ysani Kalapalo
A presença da jovem indígena Ysani Kalapalo na comitiva do presidente Jair Bolsonaro à ONU, na semana passada, ainda causa …
7
06:40
Trump pode sofrer impeachment?
A abertura de um processo de impeachment contra o presidente norte-americano, Donald Trump, se tornou um dos assuntos mais comentados …
8
15:16
ONU: Bolsonaro elege socialismo, mídia e países europeus como alvos
O presidente Jair Bolsonaro fez, nesta terça-feira, dia 24, seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU (Organizações das Nações …