Últimas notícias:

Loading...

Gretchen fala sobre homofobia e dá lição: “nunca deixem de amar”

"Se eles forem discriminados também dentro de casa, não têm mais pra onde ir", refletiu a "Rainha dos Memes"

Por: Redação

Em entrevista ao SP1 no último sábado, 2, a cantora Gretchen falou sobre sua participação na Parada do Orgulho LGBT que acontece neste domingo, 3, em São Paulo. Na conversa, ela ressaltou a importância do apoio da família.”Represento os pais de todo o orgulho LGBTQ+. Então, quero transmitir que eles nunca deixem de amar, que nunca deixem de ver seus filhos como filhos, independente da escolha, da opção, do gênero, não importa”.

No país que mais mata LGBTs no mundo, Gretchen se tornou importante figura na luta pelos direitos da comunidade do país. “Eles já são discriminados na rua. Se eles forem discriminados também dentro de casa, não têm mais pra onde ir. Então eles vão correr o risco de serem machucados, maltratados, mas terem sempre o colinho do pai ou da mãe pra correr quando precisar”.

Reprodução/Instagram
Gretchen e o filho Thamy em foto divulgada no Instagram

De volta aos palcos, Gretchen deixou a realeza do rebolado para hoje se tornar a “Rainha dos Memes” e comemora a retomada da carreira que já considerava encerrada. “Já tinha decidido que ia parar. Já tinha me aposentado, por isso me mudei pra Europa, tô morando lá há cinco anos. E nesse momento que eu falei ‘Agora chega, vou ser dona de casa, cuidar dos meus filhos’, aconteceu tudo isso. A Katy Perry me descobriu, os jovens me descobriram com os memes e os GIFs”.

Ela comentou também sobre a parceria que deve rolar em breve com o DJ  Alok: “Estamos em conversações, mas acho que vai ser incrível, porque o público dele é teen. Hoje meu grande público é teen, só que tenho todo o popular. É uma forma de juntar o popular e o cult, vai ser incrível”. /Com informações do Estadão. 

Leia também:

?>