Homem é preso por punir os filhos com tiros de arma de airsoft

Em depoimento, o pai contou que tomava tal atitude quando os filhos não queriam fazer trabalhos domésticos

Por: Redação

Um homem foi preso por punir os filhos com tiros de arma de airsoft, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Em depoimento para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Ribeirão Preto (SP), o pai , de 34 anos,  afirmou que atirava contra as crianças quando elas se recusavam a realizar afazeres domésticos. As informações são do EPTV, da TV Globo.

homem preso filhos tiros arma airsoft
Crédito: Reprodução/EPTVHomem é preso por punir os filhos com tiros de arma de airsoft

A prisão em flagrante foi convertida em preventiva, nesta terça-feira, 12, na audiência de custódia. O homem responderá por tortura e a mãe das crianças, de 31 anos, é investigada.

O homem disse a polícia que os tiros com arma de airsoft aconteceram apenas uma vez, mas segundo a polícia, “as vítimas apresentam lesões mais antigas, que demonstram o contrário”.

A tortura foi descoberta após a professora ver as marcas no corpo da vítima mais velha, uma adolescente de 15 anos. O outro filho que também sofria os maus tratos, tem apenas 9 anos.

Após a prisão do pai, o Conselho Tutelar informou que as vítimas ficarão sob a guarda dos avós maternos.

No boletim de ocorrência, a adolescente e o irmão mais novo confirmam que eram agredidos pelo pai sempre que não faziam os trabalhos domésticos.

“Inquirido, o indiciado informou que chegou em casa (sic) dias atrás e passou a brincar com as armas de airsoft, e como as vítimas não quiseram realizar afazeres domésticos, ele atirou contra elas, e como estava no modo rajada, saíram várias bolinhas (…)”, diz o registro, que o ‘EPTV’ teve acesso.

Ainda segundo a polícia, a mãe das vítimas confirmou que o homem é agressivo e que nunca o denunciou por medo. O caso deve ser investigado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Como identificar os sinais de violência infantil?

Quando se trata de violência infantil doméstica, é muito comum que os profissionais da saúde e da educação sejam os primeiros a perceber que algo está errado, já que normalmente são os adultos que lidam mais intimamente com a criança fora de casa.

Por isso, eles devem ter um olhar preparado para detectar e lidar com tais situações. Em hospitais, logo no pronto-socorro ou no primeiro atendimento é possível notar alguns sinais, como lesões estranhas, hematomas, fraturas que deixaram calo ósseo, marca de queimadura.

Quando a criança está sofrendo violência psicológica, ela mostra sinais de ansiedade, comportamento mais obsessivo, tiques, manias, pode ficar mais sonolenta, letárgica, muito introspectiva ou então extremamente agitada, irritada.

Como denunciar?

Disque 100

Como nos casos de racismo, homofobia e outras violações de direitos humanos, qualquer cidadão pode fazer uma denúncia anônima sobre casos violência infantil pelo Disque 100. A denúncia será analisada e encaminhada aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, respeitando as competências de cada órgão.

Aplicativo Proteja Brasil

Depois de instalar o aplicativo gratuito em seu celular, o usuário rapidinho, respondendo um formulário simples, registra a denúncia, a qual será recebida pela mesma central de atendimento do Disque 100. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia. Saiba mais aqui.