Italiano é furtado e esfaqueado por travestis na Virada Cultural

Notícia surtiu efeito bastante preconceituoso nas redes sociais, fazendo com que internautas generalizassem a condição de travestis e transgêneros

Por: Maurício Costa Comunicar erro

Durante o show da Preta Gil na Virada Cultural, em São Paulo, que fechou o palco da diversidade no domingo, 19, um italiano foi furtado e esfaqueado por travestis.

De acordo com informações do UOL, testemunhas afirmaram que o jovem Alessandro Ducci, de 28 anos, teria sido assediado pelas travestis e recusou a investida. Em seguida, ele foi agredido e esfaqueado pelas travestis, que receberam ajuda de mais dois homens nas agressões.

Em entrevista exibida na TV Globo, a vítima disse: “Ela [uma das travestis] verificou que eu tinha um celular. E, quando escondi, eles começaram a usar facas. E começaram a roubar minha carteira, meu celular e me deixaram no chão. E disseram: ‘Assim que você vai lembrar como é o Brasil’.”, disse o italiano.

As quatro pessoas apontadas como agressoras foram presas. A polícia informou que os suspeitos chegaram a trocar de roupas para não serem identificados.

travesti virada cultural
Crédito: reprodução/TV GloboTravestis atacam italiano durante Virada Cultural

Opinião

A notícia sobre o esfaqueamento de Alessandro Ducci já percorreu as redes sociais, e muita gente resolveu destilar seu ódio contra o público LGBT ao generalizar o crime cometido por essas duas travestis.

O que o público se esquece é que a maioria dos presos no Brasil é homem heterossexual. De acordo com dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) de 2016, há mais de 726 mil presos no país, sendo que 95% deles são homens.

Ora, se vamos generalizar, podemos dizer, então, que todo homem é um potencial criminoso?

Não.

É o mesmo que fizeram com as travestis. Se duas furtaram e esfaquearam outro homem, que sejam presas e recebam a devida punição que a Justiça prever.

Colocar todo o público LGBT como potencial criminoso, além de ser absolutamente burro, é ofensivo e só demonstra que a sociedade prefere agir com preconceito a pensar um pouquinho.

Abaixo, recolhei oito comentários preconceituosos publicados a respeito da notícia divulgada nas páginas da UOL e da IstoÉ no Facebook (nenhum dos dois veículos citados têm relação com os comentários feitos).

Crédito: reprodução/Facebook 
Crédito: reprodução/Facebook 
Crédito: reprodução/Facebook 
Crédito: reprodução/Facebook 
Crédito: reprodução/Facebook 
Crédito: reprodução/Facebook 
Crédito: reprodução/Facebook 
Crédito: reprodução/Facebook 

Assim como todo LGBT merece ser respeitado, todo LGBT que cometer um crime deve ser julgado conforme a lei. Não é porque alguns agem de forma ilícita que todo o resto deve ser suposto como tal.

Lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais não estão acima da lei, mas também não podem ficar abaixo. Devem ter os mesmos direitos e deveres como qualquer outro ser humano heterossexual e cisgênero.

Compartilhe:

Por: Maurício Costa

Coordenador de Tempo Real. Libriano com traços piscianos. Amante da praia e do concreto. Rolês no centro de São Paulo são os meus preferidos.

1 / 8
1
08:59
Lobão analisa a relação de Bolsonaro com seus filhos
Um dos poucos nomes do meio artístico a apoiar a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), o músico Lobão revelou recentemente …
2
08:31
Lobão explica como funciona a mente de Olavo de Carvalho
Em entrevista ao vivo no estúdio da Catraca Livre para o jornalista Gilberto Dimenstein, o cantor Lobão, ex-afeto de Olavo …
3
03:39
Alter do Chão sofre com incêndio de grandes proporções
As chamas que consomem uma área de preservação ambiental de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, voltaram a se …
4
09:33
Glenn Greenwald: Os limites do jornalismo no governo Bolsonaro
Em entrevista a Gilberto Dimenstein, da Catraca Livre, Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site responsável pela série de …
5
03:50
Clã Bolsonaro nomeou familiares para cargos de confiança
Uma reportagem publicada pela revista Época mostra que 17 familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro,  foram …
6
10:59
David Miranda x Coaf: Glenn Greenwald fala sobre a investigação
Uma matéria publicada pelo jornal O Globo deu destaque para um relatório do Coaf, em que o deputado federal David …
7
05:12
Glenn Greenwald fala qual foi a matéria mais importante da #VazaJato
Qual foi a matéria mais importante da #VazaJato até agora? Quem responde essa pergunta é o jornalista Glenn Greenwald, do …
8
04:32
É possível apoiar a #VazaJato ao mesmo tempo que a Operação Lava Jato?
O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, deu uma longa entrevista ao jornalista Gilberto Dimenstein sobre a …