Últimas notícias:

Loading...

Jovem de Belo Horizonte é recompensado após corrigir falha no Instagram

Andres Alonnso Bie Perez está no 9º ano do ensino fundamental e foi agraciado com o valor de R$ 130 mil pelo Facebook

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Andres Alonnso Bie Perez, um adolescente de 15 anos, que mora em Belo Horizonte, Minas Gerais, foi agraciado com um prêmio de R$ 130 mil pelo Facebook depois que descobriu uma falha na plataforma do Instagram.

Jovem de Belo Horizonte é recompensado após corrigir falha no Instagram
Crédito: DivulgaçãoJovem de Belo Horizonte é recompensado após corrigir falha no Instagram

“Eu fiquei em choque e fui acordar minha mãe. Eu esperava receber o pagamento mínimo por este tipo de descoberta, uns 500 dólares”, disse Andres ao G1.

Ao G1, Helenice Luzia Peres, mãe do adolescente, falou que, no momento em que filho lhe deu a informação, achou que ele estava brincando.

“Fiquei surpresa, ele estava ansioso para ver se ia conseguir os 500 dólares, e quando ele me disse o valor do prêmio, achei que ele estava fazendo algum tipo de brincadeira. Estou muito feliz por ele”, disse.

Ela ainda relembrou quando aos 9 anos de idade o menino já tinha pedido para fazer curso de programação de computadores, mas na época ela achou cedo demais.

“Ele sempre demonstrou interesse nessa área. Aos 9 anos me pediu, mas não deixei. Preferi esperar até os 11, quando ele começou os cursos. E olha no que deu”, comemora. “Comprei um computador melhor. O resto eu pretendo guardar e investir em algum projeto”, contou o menino.

Andres ficou famoso durante as aulas on-line da escola onde faz o 9º ano do ensino fundamental. Ele conta que os professores e amigos de turma ficaram impressionados com o feito. “Todo mundo me parabenizou durante as aulas on-line. Meus professores me elogiaram, meus amigos ficaram bobos. Foi muito engraçado. Foi legal”.

Como ele descobriu a falha no Instagram

Andres tinha o objetivo de criar um aplicativo de filtros de fotos do Instagram que ficam disponíveis apenas no computador e isso fez com ele tivesse que entender o funcionamento do serviço.

Ao analisar o método usado para criar o que desejava, ele percebeu que os links poderiam ser manipulados para incluir qualquer outro código na página do Instagram.

“Eu já estava com a intenção de ‘achar’ algum erro, foi quando eu estava fazendo um aplicativo que precisa integrar com os filtros do Instagram e precisava saber como ele criava os links dos filtros. Para isso eu tive que estudar o aplicativo e vi que tinha a possibilidade de ser uma falha. Eu testei e deu certo”, explicou.

O adolescente disse que já pretendia dedicar um tempo para procurar erros e participar do “bug bounty” do Facebook, um programa que premia informações sobre vulnerabilidades em seus serviços.

No dia 23 de agosto, Andres enviou um e-mail informando o Facebook sobre a falha na plataforma. A empresa respondeu dois dias depois avisando que já tinha arrumado e ainda falou do prêmio. O estudante então recebeu o dinheiro no dia 14 de setembro.

Essa não tinha sido a primeira vez que Andres participou do programa, mas até o momento ele tinha recebido apenas agradecimento das empresas. Ele ainda não sabe qual profissão vai seguir no futuro. “Só sei que será na área de tecnologia”, disse.

Compartilhe: