Avatar do Facebook gera discussão sobre racismo e gordofobia

Internautas perceberam que a nova função não tem diversidade de corpos e ainda há quem viu pessoas brancas usando o tom de pele de pessoas negras

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Ao entrar no Facebook nesta terça-feira, 6, usuários perceberam que a maioria dos amigos está entrando na onda do avatar, a nova funcionalidade lançada pelo Facebook.  O recurso cria figurinhas personalizadas, uma espécie de desenho animado que pode ser para utilizado em comentários e mensagens da rede social.

Avatar do Facebook gera discussão sobre tom de pele e gordofobia
Crédito: DivulgaçãoAvatar do Facebook gera discussão sobre tom de pele e gordofobia

A função viralizou por toda rede, tiveram os que gostaram muito, os que não gostaram nada, os que não ficaram interessados, e também existem àqueles que problematizaram.

Usuários estão apontando que existem pessoas utilizando o tom de pele diferente da vida real, inclusive se passando por uma pessoa negra e também há reclamações voltadas para a discussão da diversidade de corpos gordos no recurso.

Discussão nas redes

Há quem tenha visto na sua linha tempo pessoas personalizando bonecos que os deixem mais magros. Outros perceberam que tinha uma galera colocando o tom de pele mais escuro e usando a justificativa de bronzeamento.

São duas discussões importantes, afinal, todos os corpos precisam ser contemplados, não é mesmo? De um outro lado a customização de bonecos com um tom de pele mais escuro do que a pessoa tem na vida real também pode ser caracterizado como racismo.

Abaixo algumas contestações de pessoas sobre a nova funcionalidade do Facebook.

Uma usuária diz que no avatar do Facebook “todo mundo é branco, magro e sem rugas”

Um outro afirma que não vai fazer o seu avatar porque o boneco gordo dispobilizado pela plataforma não condiz com seu formato de corpo. “Eu não sou magro”, escreveu.

Outro internauta manda na lata: “Facebook mó gordofóbico”.

Já esse aqui chama atenção por observar algo que realmente está acontecendo: a falta de diversidade de corpos gordos.

Mas, as observações do usuário não param por aí. Viram pessoas brancas utilizando o tom de pele de pessoas pretas.

Posicionamento Facebook

O Facebook enviou uma nota à Catraca Livre dizendo que deve adicionar mais personalizações com objetivo de ter mais diversidade na escolha de avatares.

“As pessoas podem escolher diferentes opções de corpos, tons de pele, roupas, cabelos e acessórios para os seus Avatares. Criamos o recurso para que cada um possa criar seu Avatar de maneira única e autêntica. Nosso objetivo é ser o mais inclusivo possível e, por isso, continuamos a adicionar novas personalizações para representar toda a diversidade da nossa comunidade na plataforma”,  disse em nota oficial.