Luisa Mell posta momento em que cachorro é agredido no Carrefour

A defensora dos animais ainda mandou recado ao agressor

O caso do cachorro que foi morto em uma unidade de Osasco (SP) da rede de supermercados Carrefour chamou a atenção sobre a questão dos direitos dos animais em todo o Brasil. Ativista e defensora dos bichinhos, Luisa Mell teve acesso às imagens de segurança do local, e divulgou em sua conta no Instagram o momento em que o segurança do Carrefour persegue o animal indefeso com uma barra de ferro em mãos.

Luisa Mell, antes de se pronunciar, foi a Osasco se atualizar sobre o caso. “A associação de advogados criminalistas está entrando com uma ação de maus tratos contra o funcionário e de danos morais coletivos contra o Carrefour! Iremos acompanhar pessoalmente as investigações! Queremos justiça!”, escreveu a ativista pelo Instagram.

Nesta quarta-feira, 4, Luisa Mell marcou presença na delegacia de investigações sobre infrações contra o meio ambiente (D.I.I.C.M.A.) para ver as imagens das câmeras de segurança do Carrefour, cedidas pela própria empresa à polícia. Um segurança da rede é acusado de espancar e matar um cachorro que circulava pelo estabelecimento na região metropolitana.

Pela função Stories do Instagram, a ativista divulgou algumas das imagens em que o segurança aparece perseguindo o cão com uma barra de ferro em mãos, e outra em que o cão aparece sangrando no estacionamento do supermercado.

luisa mell cachorro carrefour
Crédito: reprodução/Instagram/@luisamellLuisa Mell posta imagens do momento em que segurança do Carrefour persegue cachorro

Após ver as imagens, Luisa Mell se reuniu com advogados e outros defensores dos animais. De acordo com a ativista, o corpo do cachorro foi cremado, o que poderia impedir maiores investigações sobre a causa da morte. Porém, se eles conseguirem reunir testemunhas oculares para falar sobre o que aconteceu, o caso seria resolvido com base nos depoimentos.

Além de criticar o agressor, Luisa Mell também disparou contra os agentes do Centro de Controle de Zoonoses. “Gente, e a abordagem do CCZ? Parecia filme de terror. Eu já estava horrorizada com o agressor com a barra, mas na hora que vem o CCZ parece ser ainda pior”, disse em vídeo.

Em meio às investigações, Luisa Mell mandou um recado: “As pessoas vão ser punidas. É isso que a gente quer, é justiça”, disse.

Acompanhe o Instagram da ativista.

Compartilhe:

1 / 8
1
02:53
Suzano e Nova Zelândia: os impactos da exposição excessiva
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse que o nome do atirador que matou 50 pessoas em uma mesquita em …
2
02:28
Posse de armas: Nova Zelândia dá exemplo de civilidade ao mundo
Após chocar o mundo nesta semana com o massacre de 50 pessoas em duas mesquitas de Christchurch, a Nova Zelândia …
3
03:10
Entenda o mistério por trás da boneca Momo
Ainda mais perturbador, o Desafio da Momo está de volta e desta vez a boneca aparece supostamente dentro de vídeos …
4
02:25
Bolsonaro apoia a construção de muro entre EUA e México
Em viagem diplomática a Washington, o presidente Jair Bolsonaro disse apoiar a construção do muro na fronteira entre EUA e México, …
5
01:42
A nova decisão do STF e o futuro da Lava Jato
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a partir de então os crimes de lavagem de dinheiro e corrupção quando …
6
02:31
Atentado na Nova Zelândia: crimes transmitidos nas redes sociais
Mais um atentado terrorista chocou o mundo nesta sexta-feira, dia 15. Um atirador realizou ataques simuntâneos em duas mesquitas, deixando …
7
01:45
O lugar em que os atiradores de Suzano foram considerados heróis
Uma reportagem publicada nesta terça-feira, 14, pelo portal da Vice indica que os atiradores que invadiram a Escola Estadual Raul …
8
04:17
Últimas notícias sobre a tragédia em Suzano