Médium espírita teria stalkeado redes sociais para redigir cartas

Foi a riqueza de detalhes nas mensagens psicografadas que entregou Fernando Ben; ele teria copiado até os erros cometidos pelas pessoas mortas

Por: Redação

Ele lota ginásios como médium espírita. Mas talvez sua atuação esteja mais para a de um stalker. Afinal, Fernando Ben tem sido acusado de fraude em suas psicografias. E isso por supostamente usar dados de redes sociais nas mensagens que transcreve.

Suposto médium espírita teria usado informações das redes sociais em suas cartas
Crédito: Reprodução/Fantástico/TV GloboSuposto médium espírita teria usado informações das redes sociais em suas cartas

Aliás, foram justamente os detalhes descritos nas mensagens que provocaram desconfiança em relação ao médium espírita, segundo reportagem veiculada no Fantástico deste domingo (6).

Uma das denúncias é do militar de reserva Alex de Almeida Souza, que perdeu sua filha única, Larissa, quando ela tinha 21 anos.

Na carta lida pelo dito médium espírita, há referências ao colégio Elite, onde Larissa estudou. A uma camisa do Flamengo que recebeu de presente do pai. E às cachorrinhas de estimação da família, Teka e Luna.

Porém, todas essas informações estavam postadas nas redes sociais de Larissa.

CPF e RG nas cartas do médium espírita

Por sinal, Alex trabalhou como voluntário para Fernando Ben. Dessa forma, tem conhecimento de que o médium sabia com antecedência quais as pessoas que iria atender em cada sessão.

Além de apelidos carinhosos e histórias de família, Ben lançou mão até de dados como CPF e RG dos mortos para convencer o público de sua atuação.

Um pesquisador, porém, suspeitou da farsa especialmente por um detalhe: havia informações erradas em algumas cartas psicografadas por Fernando Ben.

E adivinhem só: esses erros também haviam sido cometidos nas redes sociais dos indivíduos em questão.

Fernando Ben foi indiciado por estelionato e denunciação caluniosa. Ele nega as acusações.

Leia também: RJ: Mulher relata abuso em consulta com dermatologista e ele é preso