Menina é abusada e humilhada pela família do pai após a morte da mãe

A jovem foi violentada sexualmente e teve fotos suas nua enviadas ao avô por seu próprio pai.

Por: Redação

Uma menina, de 14 anos, foi abusada e humilhada pela família do pai após a morte da mãe. O caso aconteceu na cidade de Sinop (500 km de Cuiabá), e foi denunciado à polícia pela tia materna da adolescente.

A tia materna registrou o boletim de ocorrência, na quarta-feira, 28, denunciando as atrocidades acontecidas com a sobrinha depois que sua mãe morreu.

Menina é abusada e humilhada pela família do pai após a morte da mãe
Crédito: Reprodução/IstockMenina é abusada e humilhada pela família paterna após a morte da mãe

A jovem foi violentada sexualmente e teve fotos suas nua enviadas ao avô por seu próprio pai.

Quando a mãe da menina morreu, em 2018, ela foi morar com o pai, mas, como sofria maus-tratos, foi levada para a casa dos avós paternos, em Porto Alegre (RS), ainda em 2018.

A menina contou para a tia que na casa dos avós paternos, ela dormia no sofá da sala e, por duas vezes sentiu alguém tocá-la e beijá-la.

Ela acordou, porém não conseguiu ver quem era. Como só moravam na residência, a adolescente, a avó e o avô, ela então foi desabafar o ocorrido com a avó, que brigou com ela e disse que ela estava inventando. Chegou a dizer que a menina era “lixo humano” e que “não a considerava como neta”.

VEJA COMO DENUNCIAR CASOS DE ABUSO CONTRA CRIANÇAS.

A partir de então, a garota voltou a morar na casa do pai e o avô começou a lhe enviar mensagens de cunho sexual, incluindo fotos nuas dele.

Ela contou para o pai e mostrou a conversa com o avô. O pai disse para sua filha não contar para ninguém e fingir que estava gostando de falar com o avô, que ele mesmo iria resolver o problema.

Assustada, a menina não continuou a falar com o avô. Mas o pai entrou no Facebook dela e começou a falar com o pai dele, passando-se pela filha e, inclusive, mandando fotos nuas da filha para o avô dela.

Depois de todo o ocorrido, a menina passou a morar com a tia materna  em Sinop, que assim que soube da história, procurou a polícia e denunciou a família paterna.

A tia da adolescente contou que a adolescente já tentou suicídio, quando morava em Porto Alegre, motivada pelo falecimento da mãe, os maus-tratos do pai e coisas ditas pela avó materna.

A garota possui cortes no braços. E há áudios no WhatsApp enviados pelo pai dela dizendo que ela tinha que enviar fotos para o pai dele – avô dela – e que sobraria para ela caso não o deixasse enviar as fotos dela– como ele fazia.

O caso foi registrado como “estupro de vulnerável” e será está sob investigação.