Informar

MP-SP pede R$ 7 milhões do youtuber Cocielo por ofensa a Mbappé

O influenciador brasileiro fez uma piada racista com o jogador francês durante a Copa do Mundo da Rússia

Por: Redação | Comunicar erro
cocielo mbappé
Crédito: Reprodução/InstagramCocielo foi acusado de racismo por comentário sobre Mbappé

O Ministério Público de São Paulo entrou com ação na última quarta-feira, 12, contra o youtuber Júlio Cocielo pedindo que o brasileiro pague R$ 7 milhões por dano social coletivo por causa das ofensas contra o jogador francês Mbappé durante a Copa do Mundo da Rússia.

Ainda, os promotores de Justiça de Direitos Humanos Eduardo Valério e Bruno Orsini Simonetti pedem a quebra do sigilo bancário de Cocielo.

“Trata-se de um jovem jogador negro, francês de ascendência camaronesa, de compleição física robusta e que mostrou, nos jogos da seleção francesa na Copa da Rússia, impressionantes velocidade e explosão, daí advindo, em notória manifestação de racismo, a sua associação com os assaltantes (negros, na ótica do autor) que praticam crimes de roubo nas praias brasileiras, sobretudo fluminenses, sempre sob contínua e desabalada corrida”, dizem os promotores, segundo informou a rádio Jovem Pan.

O MP-SP citou também publicações feitas pelo influenciador em seu perfil nas redes sociais contendo mensagens racistas, que teriam sido apagadas de sua conta após a repercussão negativa do caso com o atleta da França.

“Ele [Cocielo] utilizou a rede social para violar direitos fundamentais, além de ofender e violentar os direitos humanos, a Constituição Federal e Tratados Internacionais”.

MY LOVE 💍

5 mi curtidas, 81.6 mil comentários – Kylian Mbappé (@k.mbappe) no Instagram: “MY LOVE 💍”

Relembre

Durante partida válida pelas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia entre França e Argentina, o youtuber Júlio Cocielo foi acusado de racismo após comentário sobre o desempenho do Mbappé, comparando sua velocidade as dos assaltantes nas praias.

“Mbappé conseguiria fazer uns arrastão top na praia hein”, escreveu Julio, que é dono do “Canal Canalha”, na plataforma de streamings, que conta com mais de 17 milhões de seguidores. Após a repercussão, ele apagou o post.

cocielo mbappé
Crédito: reprodução / Twitter @cocieloCocielo fez comentário polêmico sobre Mbappé, jogador negro da seleção francesa

Pouco tempo depois, Cocielo postou um vídeo em sua conta no YouTube intitulado “ignorância” em que pediu desculpas pelo acontecido e declarou que estava “consciente” do “erro”. “Não quero tentar ter razão ou debater em cima de uma coisa que eu não tenho razão nenhuma”, declarou na época.

“É bom a gente se informar. No meu caso, a minha ignorância foi combatido com conhecimento. E quanto eu fiz esse tweet, logo em seguida eu deletei ele porque quem me conhece sabe que o meu intuito não é ofender ninguém”, afirmou.

Sobre publicações antigas, o youtuber disse que não tem o intuito de “espalhar o racismo e ser preconceituoso”.

“Hoje eu vejo tudo aquilo que eu postei e me sinto envergonhado. Foram coisas absurdas. Eu postava ‘supostas piadas’ e eu deveria ter, mas não tive, a mínima noção do peso que isso teria hoje. E com isso eu aprendi o que eu falei não é piada hoje, não é amanhã e nunca tem que ser. A gente tem que evoluir junto com o mundo,  e eu vacilei”, disse ele.

IGNORÂNCIA

Uploaded by CanalCanalha on 2018-07-05.

Racismo é crime

Segundo o artigo 140 do parágrafo 3 do Código Penal Brasileiro, ofender a honra de qualquer pessoa com a utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem pode resultar em ação penal por injúria racial.

Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado. A denúncia pode ser feita por e-mail (ouvidoria@seppir.gov.br), por telefone (0xx61 2025-7001 / 7002 / 7003 / 7004 / 7005) ou de forma presencial (endereço: Esplanada dos Ministérios, bloco A, 9º andar, CEP 70.054-906 – Brasília).

Saiba como agir em caso de racismo

Compartilhe: