Últimas notícias:

Loading...

Mulher é agredida e atropelada após briga de trânsito em MG

A mulher teve escoriações nos braços, hematomas no rosto e uma lesão no pé esquerdo por causa do atropelamento

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Uma mulher foi agredida com socos e depois atropelada após uma briga de trânsito em Araguari, no Triângulo Mineiro.  O caso aconteceu na última segunda-feira, 4, e registrado por uma câmera de segurança.

A motorista de 50 anos sofreu escoriações nos braços, hematomas no rosto e uma lesão no pé esquerdo.

Crédito: Reprodução/YouTubeA mulher teve escoriações nos braços, hematomas no rosto e uma lesão no pé esquerdo por causa do atropelamento

O agressor foi detido pela polícia, mas liberado após prestar depoimento e irá responder em liberdade.

De acordo com a Polícia Militar, o motivo da agressão foi uma manobra feita pela vítima na avenida Minas Gerais. Em um contorno da via, ela avançou alguns metros à frente da sinalização de pare e quase causou uma batida. O motorista de um Corola que vinha logo atrás não gostou da manobra e passou a xingar a mulher.

A motorista continuou seguindo pela avenida e quando parou o carro para pegar uma pessoa, foi abordada pelo condutor. Muito alterado, o homem desceu do veículo dizendo palavrões, foi até a janela do carro da mulher e começou a dar socos no rosto dela. A vítima desceu e foi conversar com o suspeito que entrou no carro e acelerou, atropelando a mulher.

Saiba como denunciar violência contra mulher

Os casos de violência doméstica que viram processos no Poder Judiciário começam em diferentes canais do sistema de justiça, como delegacias de polícia (comuns e voltadas à defesa da mulher), disque-denúncia, promotorias e defensorias públicas.

  • Disque 180
    O Disque-Denúncia foi criado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM). A denúncia é anônima e gratuita, disponível 24 horas, em todo o país. Os casos recebidos pela central são encaminhados ao Ministério Público.
  • Disque 100
    O serviço pode ser considerado como “pronto socorro” dos direitos humanos pois atende também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes, possibilitando o flagrante. O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular), bastando discar 100.
  • Polícia Militar (190)
    A vítima ou a testemunha pode procurar uma delegacia comum, onde deve ter prioridade no atendimento ou mesmo pedir ajuda por meio do telefone 190. Nesse caso, vai uma viatura da Polícia Militar até o local. Havendo flagrante da ameaça ou agressão, o homem é levado à delegacia, registra-se a ocorrência, ouve-se a vítima e as testemunhas. Na audiência de custódia, o juiz decide se ele ficará preso ou será posto em liberdade. Saiba mais sobre esse assunto.