Mulher é morta pelo namorado com 26 facadas em SP

O crime aconteceu durante uma discussão do casal

Por: Redação
Homem é preso em flagrante ao agredir esposa grávida de sete meses.
Crédito: IstockMais uma mulher morre vítima de violência no Brasil.

Uma mulher de 38 anos foi morta pelo namorado com 26 facadas no domingo, 3, em São Caetano do Sul, no ABC Paulista. Givanilson dos Santos, de 26, confessou á polícia ter cometido o crime brutal.

De acordo com a PM, os dois começaram a brigar quando o namorado desferiu as facadas contra a vítima. Ele ainda ligou para o serviço de emergência alegando que os dois tinham sido assaltados. Com a demora no resgate, decidiu levar a mulher  ao hospital em seu próprio carro, mas ela não resistiu aos ferimentos. Lá Givanilson confessou ter sido o autor da morte.

Ele também estava ferido e recebeu atendimento médico no Complexo Hospitalar Marcia e Maria Braido, onde segue em observação. As informações são do portal O Extra.

A vítima se declarava feminista e reivindicava igualdade entre gêneros em posts nas suas redes sociais.

Feminicídio

Desde 2015 existe uma lei que considera o feminicídio crime hediondo com pena de 12 a 30 anos de prisão. Feminicídio é o homicídio de mulheres como crime hediondo quando envolve menosprezo ou discriminação à condição de mulher e violência doméstica e familiar. A lei define feminicídio como “o assassinato de uma mulher cometido por razões da condição de sexo feminino”, e a pena prevista para o homicídio qualificado é de reclusão de 12 a 30 anos.

Compartilhe: