Últimas notícias:

Loading...

Mulher sofre estupro dentro de sua própria loja em MG

O estuprador, que ainda não foi identificado pela polícia, saiu tranquilamente do local após cometer o crime

Por: Redação

Uma mulher identificada como Fernanda Aparecida da Silva sofreu estupro dentro da sua loja, em Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais. O crime aconteceu no último dia 11 de novembro e foi registrado pelas câmeras de segurança. A Polícia Civil de Minas Gerais está na procura do suspeito.

Mulher sofre estupro dentro de sua própria loja em MG
Crédito: Reprodução/TwitterMulher sofre estupro dentro de sua própria loja em MG

Ela relatou que o suspeito entrou no local por volta das 10h procurando uma camisa. Em determinada situação, o homem a obrigou a entrar no provador. A vítima estava sozinha na loja.

Presa no provador, a mulher conta que teve o botão da calça estourado, no entanto conseguiu impedir o suspeito avançar ainda mais no crime depois de ameaçar que gritaria por socorro. Mesmo após cometer o crime, o homem saiu andando tranquilamente do estabelecimento. Tudo aconteceu em pouco mais de dois minutos.

“Ele perguntou se tinha roupa masculina, eu disse que sim e separei algumas peças. Conversou comigo normalmente, como se fosse um cliente. De repente, apontou para o provador e falou para eu entrar. Pensei que fosse até um assalto, mas ele pediu para que eu abaixasse a calça. Eu recusei e nisso puxou o botão, tentou colocar a mão dentro da calcinha, sendo que na segunda conseguiu. Foi quando reagi, dei um murro no peito dele e ameacei gritar”, disse ela, em entrevista ao UOL.

Fernanda conta que ficou perplexa com o ocorrido, ainda mais pela audácia do estuprador de não se intimidar com as câmeras e ou eventual flagrante de outras pessoas, porque a rua é movimentada.

“Foi uma mistura de sentimentos na hora. Fiquei tão chocada que não sabia o que dizer ou fazer. Foram minutos em choque dentro do provador. Só depois consegui sair chorando muito e liguei para minha companheira e depois para a polícia. Foi raiva e nojo depois. Agora, estou mais tranquila, pois a polícia está procurando esse homem”, diz ela.

Polícia está na busca para identificar o suspeito

Fernanda fez a denúncia do caso no dia que aconteceu o crime. A PM (Polícia Militar) já está com as imagens, porém não conseguiu prender o suspeito em flagrante durante a ronda pelas redondezas.

Em nota, a Polícia Civil disse que um inquérito foi aberto para apurar o crime. O caso está registrado como “estupro, cuja investigação encontra-se em andamento na Delegacia de Santa Rita do Sapucaí”.

“A equipe está em campo realizando diligências e procedimentos para identificar o suspeito e elucidar as circunstâncias e a motivação da ação criminosa”, ainda diz a nota ao UOL.

Relato da vítima

Posted by Feer Silva on Thursday, November 11, 2021

Compartilhe: