Pandemia faz consumo de carne de cachorro crescer na Indonésia

Tutores com dificuldades financeiras têm vendido seus cães para matadouros

A pandemia de coronavírus levou a um aumento no consumo de carne de cachorro na Indonésia, o que fez crescer o sofrimento imposto a esses animais.

Quem conhece de perto a sofrida realidade dos cães no país é a médica Susana Somali. Comovida com a situação, ela resgata cachorros que seriam mortos para consumo em Jakarta, capital da Indonésia.

Manual de resgate: saiba como ajudar animais abandonados

Foto: Animals Asia

Segundo ela, com a crise econômica, o número de cães vendidos a matadouros aumentou desde que a pandemia começou. “A covid-19 complicou a situação dos cães. Normalmente, em uma semana, há dez ou 20 cachorros que precisam ser salvos. Agora, são pelo menos 20 por dia”, contou Susana em entrevista à agência de notícias RFI.

Confira o final desta história e outras notícias inspiradoras sobre animais na ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais).

Em parceria com ANDA

Agência de Notícias de Direitos Animais e maior portal de notícias sobre animais do mundo.

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário ANDA

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.