Poder da mobilização: confira 4 campanhas vitoriosas em 2019

Apesar de ter sido conturbado no Brasil e no mundo, o ano teve histórias com finais felizes

Crédito: Yahisbel Adames/Change.orgSUS incorpora medicamento de alto custo para tratamento de doença rara

Crise na política, caos no meio ambiente, educação transformada em debate ideológico, 2019 realmente não foi um ano fácil. Mas, apesar de tudo, ainda é possível terminar a década acreditando no poder de mudança do mundo para melhor! Pelo menos é o que mostram quatro campanhas inspiradoras de pessoas que apostaram na força da união e conseguiram transformar seus problemas em motivo de luta, alcançando finais verdadeiramente felizes.

Quem não se lembra do cãozinho Manchinha, morto após ser espancado por seguranças de um hipermercado em Osasco (SP)? O caso, ocorrido ainda no final de 2018, teve repercussão gigantesca, viralizou nas redes sociais e foi pauta de uma das maiores campanhas criadas na plataforma Change.org, com 2,1 milhões de pessoas pedindo justiça.

O clamor popular foi atendido em março deste ano, quando o Ministério Público fechou um acordo com o hipermercado, determinando que a empresa pagasse R$ 1 milhão a um fundo ligado à causa animal, sendo R$ 500 mil destinados para a castração de cães e gatos, R$ 350 mil à compra de medicamentos veterinários e R$ 150 mil de ração para associações.

Outra campanha, que também está entre as maiores já hospedadas na plataforma de petições, conseguiu em 2019 impactar a vida de crianças portadoras da doença rara Atrofia Muscular Espinhal (AME). Liderada pela influencer e ativista Paula Chohfi, a petição mobilizou mais de 1 milhão de apoiadores e ajudou a pressionar o Ministério da Saúde a liberar um medicamento de alto custo para o tratamento da doença, via Sistema Único de Saúde (SUS).

Histórias que aquecem o coração

Crédito: Arquivo pessoal152 mil pessoas se juntaram à causa por um cinema acessível

Realizar o sonho de uma criança é algo que, certamente, causa aquele “quentinho no coração”. Foi isso o que Carolina Correia conseguiu depois de abrir um abaixo-assinado na Change.org. Nascida surda devido sua mãe ter contraído rubéola na gestação, Carol tem duas filhas ouvintes e recebeu da mais velha, Isabella, o seguinte pedido de aniversário: “Quero comemorar meus 10 anos assistindo ao filme da Turma da Mônica no cinema, em família”.

Simples para a maioria das pessoas, o pedido de Isabella tornou-se um verdadeiro desafio para Carolina. Como só faria sentido à filha desfrutar do filme ao lado dos pais surdos, Carol precisou empreender uma saga para encontrar uma sala de cinema que tivesse recursos de acessibilidade a pessoas surdas, o que não é nada fácil no Brasil para filmes nacionais.

Graças à força de 152 mil pessoas, que apoiaram a petição, a mãe de Isabella conquistou vitória em sua campanha. Depois de pressionar duas redes de cinema, a mãe conseguiu realizar o sonho da criança, que assistiu a uma sessão acessível do filme “Laços” no dia do seu 10º aniversário e na companhia de seus pais, assim como havia desejado.

Outro exemplo de que a mobilização em torno de uma causa pode provocar mudanças positivas na sociedade é a história dos alunos do Centro Educacional Integrado (CEU) Cidade Dutra, na zona sul de São Paulo. Alunos do Ensino Fundamental foram vitoriosos depois de lançar um abaixo-assinado pedindo um laboratório público para uma escola da região.

Depois de entregar as 14,8 mil assinaturas da petição à Secretaria Municipal de Inovação da Tecnologia, os alunos receberam do órgão o compromisso de que um Fab Lab será inaugurado no CEU Vila Rubi, no bairro Capela do Socorro. O laboratório gratuito possui máquinas de corte a laser, equipamentos de marcenaria e impressoras 3D de alta qualidade.

Em parceria com Change.org (Oficial)

O maior portal de petições online do Brasil. São 329 milhões de pessoas fazendo a diferença em 196 países e 26 milhões só no Brasil.

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Change.org Brasil

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.