Poeta viaja 5 mil km pelo nordeste brasileiro divulgando livro

Pedro Tostes comemora 15 anos de carreira e passará por 13 cidades, incluindo todas capitais nordestinas

O poeta Pedro Tostes está em uma turnê de divulgação de seu quarto livro, “Na Casamata de Si” (Patuá, 2018). Saindo de São Paulo, o poeta tem vindo, viajando de ônibus, e passará por 13 cidades, incluindo todas as capitais nordestinas, além de Vitória, no Espírito Santo. Serão 5 mil quilômetros rodados pelo autor, que comemora 15 anos de literatura com mais de 7 mil livros vendidos de mão em mão.

Crédito: Renata ArmelinPedro Tostes define o livro como bélico, e percorre o nordeste brasileiro com lançamentos

“Na casamata de Si”, poema-título do livro surgiu após Pedro Tostes ver um poema de sua autoria pichado no banheiro de uma faculdade em São Paulo. Agora ele marca os 15 anos de carreira do autor, que é carioca, mas vive em São Paulo, onde já trabalhou em diferentes áreas – de pasteleiro a livreiro, mas se agrada mesmo é de fazer poesia e literatura, vendendo-a nas ruas, conquistando leitores.

E a missão desta vez é ainda maior. Além dos leitores, Pedro Tostes quer conquistar os ouvintes também. O livro “Na casamata de si” sai também em audiolivro, tanto para download, como para streaming. Ouça aqui.

“Minha ideia foi distribuir a poesia nos mais variados e diferentes formatos e o audiolivro ainda é uma novidade. Vai ser totalmente gratuito também”, destacou o autor.

Turnê

A ‘road trip’ começou no início deste mês e o poeta já passou por Vitória (ES), Teixeira de Freitas (BA), Porto Seguro (BA), Salvador (BA), Aracaju (SE), Maceió (AL) e Recife (PE). E ele segue ainda para João Pessoa (PA), Campina Grande (PA), Natal (RN), Fortaleza (CE), Teresina (PI) e São Luis (MA).

“Este é um livro que fala sobre minha trajetória, sobre guerrilha, sobre meus 20 anos vivendo na cena da poesia marginal brasileira. Quem ler, vai encontrar muito de mim. É a marcação bélica do meu trabalho”, definiu.

Sobre o autor

Pedro Tostes é poeta reincidente e insistente. Graduado Nos Rolês com PhD em Pilantropia Cultural. Seus crimes foram mais conhecidos como “o mínimo” (2003), “Descaminhar” (2008), “Jardim Minado” (2014) e esta mais recente contravenção. Foi detido, averiguado e apreendido pelas autoridades por porte e comercialização de livros em prestigiosa Fresta Literária. Com a organização delituosa “Poesia Maloqueirista”, entre outros crimes, editou a infame revista “Não Funciona”, que realizou 20 golpes bem sucedidos com mais de 20 mil incidências literárias na primeira década do século. Apesar da aparência dócil e gentil, o indivíduo citado apresenta alta periculosidade. Já foi visto aqui na escamandro, mas ninguém sabe seu paradeiro. Sua cabeça está a prêmio. Caso o encontre, favor informar às autoridades.

Serviço

Mais informações sobre o livro podem ser encontradas na fanpage: https://www.facebook.com/nacasamatadesi

Compartilhe:

1 / 8
1
08:52
Machismo em escolas de samba
Carolina Ribeiro, musa da Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, é a convidada do programa Entrevista …
2
02:06
Como ajudar outras mulheres no Carnaval
O Carnaval chegou e para evitar que algumas coisas chatas e sérias estraguem a sua folia, separamos algumas dicas para …
3
00s
Quem foi Chico Mendes?
Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em uma família de seringueiros, ofício que herdou de seu pai. Ao longo …
4
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
5
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
6
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
7
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
8
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …