Últimas notícias:

Loading...

Polícia investiga se Paulo Cupertino é homem filmado em rodoviária no MS

As imagens investigadas pela Polícia foram divulgadas nesta semana pelo programa "Cidade Alerta", da RecordTV

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A Polícia Civil de São Paulo investiga se um homem flagrado em imagens de câmeras de segurança de uma rodoviária no Mato Grosso do Sul, em novembro, é Paulo Cupertino, o acusado de ser o autor dos disparos que assassinou o ator Rafael Miguel, de 22 anos, que interpretou ‘Paçoca’ na novela “Chiquititas”.

Imagens de câmeras de segurança mostram homem que pode ser Paulo Cupertino
Crédito: ReproduçãoPolícia investiga se Paulo Cupertino é homem filmado em rodoviária no MS

As imagens investigadas pela Polícia foram divulgadas nesta semana pelo programa “Cidade Alerta”, da RecordTV.

A Secretária de Segurança Pública do Estado afirmou ao portal UOL que “as buscas para localizar o criminoso permanecem” e que as imagens “são alvo de análise pela equipe responsável”.

Paulo Cupertino é acusado por triplo homicídio duplamente qualificado e está foragido desde julho do ano passado.

Segundo informações da GloboNews, em outubro, Paulo Cupertino teria feito um novo Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), na cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

A Polícia CIvil de São Paulo realizou buscas no Paraguai. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública) uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realizou diligências na cidade de Liberación, entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, após ter recebido informações de que Paulo Cupertino estaria numa fazenda naquela região.

Entenda o caso

Ator do último remake de Chiquititas, Rafael Miguel e seus pais foram assassinados, no domingo, 9 de junho, no bairro da Pedreira, zona sul da capital paulista. O jovem tinha apenas 22 anos, seu pai João Alcisio Miguel, 52 anos, e sua mãe Miriam Selma Miguel, 50.

O crime aconteceu na residência de Isabela Tibcherani, de 18 anos, namorada de Rafael. Os três foram recebidos pela jovem e pela mãe dela. Enquanto conversavam, o pai da menina, o comerciante Paulo Curpertino Matias, de 48 anos, chegou em casa armado e atirou nas três vítimas, que morreram no local. O caso foi registrado como homicídio consumado no 98º DP.

Segundo a polícia, Rafael e seus pais foram à casa de Isabela para conversar sobre o relacionamento entre os jovens. O pai teria cometido o crime por ciúmes da própria filha.

Horas depois da tragédia, Isabela publicou em seu perfil no Instagram: “Estou bem, dentro do possível“, mas com a repercussão do caso, ela trancou sua conta na rede social…

Compartilhe: