CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Prêmio Cidadão SP homenageia Renata Bertazzi Levy, em Ciência

Pesquisadora brasileira é considerada uma das cientistas mais influentes do mundo 

Por: Redação

A pesquisadora da USP (Universidade de São Paulo) Renata Bertazzi Levy será homenageada pelo Prêmio Cidadão SP, na categoria Ciência. A brasileira entrou, neste ano, para a lista dos cientistas mais influentes do mundo.

Promovido pelo ReciproCidade, o projeto é conduzido pelo jornalista Gilberto Dimenstein, fundador da Catraca Livre. Neste ano, conta com a parceria da Tegra Incorporadora.

Também serão contemplados Eduardo Saron, dirigente do Itaú Cultural (grande homenagem); o pianista Hercules Gomes (cultura); a ONG Ipepo – Instituto da Visão (saúde); Paulo Borges, idealizador da SPFW (economia criativa); e o fundador do RenovaBR, Eduardo Mofarej (cidadania).

Ciência em destaque

Prêmio Cidadão SP - Renata Bertazzi Levy
Crédito: Divulgação/Faculdade de Saúde Pública/USPA professora da USP Renata Bertazzi Levy, considerada uma das pesquisadoras mais influentes do mundo

Por seu trabalho em epidemiologia nutricional, a pesquisadora científica do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP foi considerada uma das mais influentes cientistas do mundo. A lista, divulgada em novembro, foi elaborada pela consultoria britânica Clarivate Analytics.

Levy faz parte do grupo que desenvolveu o NOVA, uma classificação que divide os alimentos por grau de processamento.

No grupo 1 estão os alimentos minimamente processados ou in natura. No 2, ingredientes culinários, como sal e azeite. Do grupo 3 fazem parte os alimentos processados, que combinam os grupos 1 e 2, como compotas e pão.

© crispphotography/istock
Crédito: Crispphotography/istockClassificação desenvolvida por pesquisadores inclui refrigerantes em grupo de ultraprocessados

O grupo 4 é composto de ultraprocessados, como refrigerantes e salgadinhos, que contêm itens como gorduras hidrogenadas e amidos modificados – muitas vezes, “não possuem alimento” e a população “não conhece os ingredientes que estão lá”. Estudos mostram que esses produtos estão associados a doenças cardiovasculares, ganho de peso, diabetes e alguns tipos de câncer.

“Essa classificação de alimentos que a gente desenvolveu em 2010, denominada NOVA, elevou o país para um patamar diferente na ciência mundial de alimentação. Ela mudou o paradigma da área de epidemiologia nutricional, tirou um pouco o foco reducionista do nutriente e mudou a maneira de enxergar a alimentação”, afirmou ela ao “Jornal da USP no Ar”.

A classificação já gerou políticas públicas. O Guia Alimentar para a População Brasileira, lançado pelo Ministério da Saúde em 2014, foi produzido com base nesse estudo de Levy e outros pesquisadores.

Mais estudos

Levy trabalha agora no NutriNet Brasil, um estudo coordenado pelo Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da USP. Serão acompanhados os hábitos alimentares de 200 mil brasileiros por dez anos.

Voluntários responderão a perguntas sobre alimentação e saúde periodicamente, por meio de app. Pesquisadores avaliarão a influência desses fatores no risco de desenvolvimento de doenças crônicas. Quem quiser participar pode se inscrever neste link.

Cidadão SP: cerimônia

O evento que celebrará os contemplados será realizado no MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo), no aniversário de 466 anos da capital paulista, em 25 de janeiro. Uma das mais importantes instituições culturais do país, cravada no simbólico Parque Ibirapuera, ela concentra obras dos principais modernistas do Brasil.

O prêmio já homenageou expoentes como o maestro João Carlos Martins; Danilo Miranda, diretor do Sesc-SP; o jornalista Jairo Marques, da Folha de S.Paulo; e os empreendedores sociais Antonio Nóbrega, do Instituto Brincante, Marcelo Rosenbaum, do A Gente Transforma, e Roberto Kikawa, do Projeto Cies. Instituições como a plataforma de mídia e notícias Quebrando o Tabu e a agência Africa também foram contempladas.

1
Como vai funcionar a renda básica emergencial de R$ 600?
Os trabalhadores de baixa renda sem carteira assinada vão poder contar com uma renda básica emergencial do governo para lidar …
2
Bolsonaro prefere ser ‘do contra’ e luta sozinho contra o isolamento social
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), insiste em desafiar as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização …
3
E se Bolsonaro foi contaminado com coronavírus?
O que não passava de pura especulação e teoria da conspiração tem ganhado ares de verdade com novos capítulos envolvendo …
4
Coronavírus: Câmara aprova auxílio de R$600 para pessoas de baixa renda
A Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira, 26, uma medida que prevê o pagamento de R$600 para trabalhadores de baixa …
5
Bolsonaro e o coronavírus: um presidente na contramão do mundo
O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de terça-feira, 24, pegou de surpresa integrantes do governo e …
6
Entenda a MP da Morte: da polêmica e revogação por Bolsonaro até o erro de redação de Guedes
Em apenas uma canetada o presidente Jair Bolsonaro autorizou empresas a suspenderem contratos com seus empregados por 4 meses, sem …
7
Coronavírus no RJ: a situação dos transportes e dos comércios
O Rio de Janeiro adotou medidas mais severas para conter o avanço do novo coronavírus. O governador do estado, Wilson …
8
Eduardo Bolsonaro cria crise diplomática ao culpar a China pelo coronavírus
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) meteu o pé pelas mãos, botou a culpa do coronavírus totalmente na China e …