Presidente da Biblioteca Nacional associa Caetano ao analfabetismo

"Livros didáticos estão cheios de músicas de Caetano, Gabriel O Pensador, Legião Urbana. Depois não sabem por que está todo mundo analfabeto"

Por: Redação

Nomeado na segunda-feira, 2, como novo presidente da Biblioteca Nacional, o professor conservador Rafael Alves da Silva coleciona polêmicas nas redes sociais.

Em uma delas no Twitter, Rafael Nogueira –como gosta de se apresentar–, associou o cantor e compositor Caetano Veloso, o grupo Legião Urbana e Gabriel O Pensador ao analfabetismo.

“Livros didáticos estão cheios de músicas de Caetano Veloso, Gabriel O Pensador, Legião Urbana. Depois não sabem por que está todo mundo analfabeto”, escreveu em 2017.

Além de ser pouco conhecido no mercado editorial, novo presidente da Biblioteca Nacional é simpatizante da monarquia e seguidor do filosofo Olavo de Carvalho.

Segundo a Folha, são raros os comentários de Rafael Nogueira sobre livros no Twitter, onde é bastante ativo.

Em outro comentário avesso ao mundo cultural, feito em 2010, escreveu: ” A justificação dos crimes alheios pela pobreza, constante em nossa literatura e cinema, é uma mentira insultuosa aos pobres honrados”.

Compartilhe: