Presidente do BB diz que curso sobre assédio fomenta rivalidade

Após puxão de orelha de Bolsonaro, Novaes diz que conceitos como diversidade foram capturados pela esquerda radical para fins políticos e ideológicos

Por: Redação | Comunicar erro
Rubem novaes
Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilRubem Novaes dá razão a Bolsonaro após críticas

Depois de Jair Bolsonaro criticar o Banco do Brasil por exigir de servidores um curso de ética, diversidade e de combate ao assédio sexual para serem promovidos, o presidente da instituição, Rubem Novaes, se posicionou dizendo também ser contra.

Em um e-mail encaminhado ao jornal O Globo, Novaes disse que conceitos como diversidade foram capturados pela esquerda radical para fins políticos e ideológicos a fim de fomentar uma “guerra cultural” que cria rivalidade entre negros e brancos, pobres e ricos, mulheres e homens, homossexuais e heterossexuais e até entre bandidos e “respeitadores da lei e da ordem”.

“A “guerra cultural” foi um tema sobejamente coberto na campanha presidencial e o povo manifestou nas urnas sua inconformidade com a utilização de conceitos politicamente corretos para fins negativos e inconfessáveis”, afirmou Novaes ao jornal.

Novaes ainda disse que Bolsonaro o chamou atenção ao saber dessa política no banco e que após ouvir o presidente deu inteira razão a ele.

O  conteúdo do curso trata – entre outros assuntos – de equidade de gênero, prevenção à violência contra a mulher e assédio sexual no trabalho.

Crédito: Agência Brasil/Alan SantosBolsonaro usou o Facebook para criticar conteúdo de curso

Para Bolsonaro, no entanto, tais questões deveriam ser tratadas na área da educação. “Olha só o nível de aparelhamento que existe no Brasil. Isso aqui é processo de educação. Não precisa fazer curso nesse sentido. Nos futuros editais, não teremos mais essa obrigatoriedade. Um conselho que eu dou a vocês é: que se, porventura, alguém que for aprovado no concurso e for exigido esse diploma, você pode entrar na Justiça, que tu vai ganhar (sic). Se bem que eu vou tentar junto ao Banco do Brasil ainda para que se evite isso”, escreveu em seu perfil no Facebook.

Leia mais no link abaixo:

Compartilhe:

1 / 8
1
20:44
São Paulo, capital da Cultura | Entrevista por Catraca Livre
Atuando como Secretário Municipal de Cultura em São Paulo desde janeiro desse ano, Alê Youssef ainda está no começo da …
2
07:26
STF e o limite da liberdade de expressão
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, anunciou em março a abertura de um inquérito para investigar casos …
3
01:03
Ex-presidente do Peru tenta suicídio após receber ordem de prisão
O ex-presidente do Peru Alan García morreu nesta quarta-feira,17, após atirar contra si mesmo em uma tentativa de suicídio em …
4
04:45
Famosos fazem desabafo sobre depressão
Recentemente, o humorista Whindersson Nunes publicou uma série de posts em sua rede social desabafando sobre um sentimento profundo de …
5
01:32
Quem disse que não dá para surfar na cidade?
A Surf House Brasil é o lugar perfeito para você quer aprender a surfar ou ficou com saudade de pegar …
6
01:45
Catedral de Notre Dame: 8 séculos de história queimam em Paris
Um incêndio de grandes proporções atingiu a Catedral de Notre Dame, em Paris. O local é um dos pontos turísticos …
7
02:29
Vídeo analisa a maior irresponsabilidade na vida de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro mandou desativar os radares de rodovias federais. Será que é uma boa ideia? A Folha de São …
8
05:43
Entenda a proposta de Bolsonaro para a educação domiciliar
O presidente Jair Bolsonaro assinou o projeto de lei que pretende regulamentar a educação domiciliar no país. Se aprovada pelo …