EM ALTA

Professor manda foto nu ‘por engano’ a alunos do 7º ano em Campinas

Os pais das crianças estão indignados, alegando que os filhos estão "em choque"

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Um professor de uma turma do 7º ano do Ensino Fundamental está sendo investigado pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo após enviar uma foto em que aparece completamente nu para o grupo do WhatsApp de seus alunos. O caso aconteceu na última quinta-feira, 15, e o professor será afastado até o esclarecimento do caso.

Os pais das crianças estão indignados, alegando que os filhos estão “em choque”. O homem afirma que enviou a foto por engano “ao grupo errado”.

Às 7h45 de quinta-feira, o professor enviou três mensagens em que fez menções ao naturismo (prática em que as pessoas ficam nuas), e, em seguida, uma foto em que aparece nu segurando um copo de achocolatado com a frase “bom dia, pelados. Com achocolatado gelado e corpo pelado. Ótimo dia de chuva a todos. Beijos, pelados”.

professor pelado
Crédito: ReproduçãoProfessor manda foto pelado para alunos do 7º ano

Ao UOL, a mãe de uma das crianças que está no grupo disse que a menina ficou absolutamente sem graça e sem reação. “Minha filha veio correndo falar comigo e mostrou a foto. Ela ficou sem reação, com muita vergonha. Eu peguei o celular dela e saí do grupo na hora”, disse a mãe. Outros alunos também tomaram a mesma atitude.

Foi registrado um boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher da cidade por uma outra mãe. O docente é investigado por divulgar fotos e vídeos contendo pornografia envolvendo criança ou adolescente (artigo 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente).

Como denunciar casos de abuso infantil e como orientar a criança

Diariamente, crianças e adolescentes são expostos à violência sexual. Até abril de 2019, o Disque 100 recebeu mais de 4 mil denúncias de abuso infantil em todo o Brasil, mas sabemos que esses dados não estão nem perto da realidade, uma vez que ainda é difícil ter estatísticas que realmente abranjam o problema de forma real.

Isso se dá por inúmeros fatores como, por exemplo, pelo preconceito e pelo silêncio das vítimas (que às vezes não entendem o que está acontecendo com elas) e pela “vergonha” e falta de informação sobre o assunto de familiares.

Veja aqui como denunciar.

Compartilhe: