Projeto cria biblioteca colaborativa de livros levados às urnas

Biblioteca colaborativa pretende reunir livros levados às urnas no segundo turno das eleições; mas para acontecer, o projeto precisa da sua ajuda

Por: Redação | Comunicar erro

Em um país cujo o hábito da leitura, ou a falta dele, faz dos brasileiros vítimas do próprio desinteresse, um projeto intitulado o Livro que Levei quer mudar este paradigma, promovendo o incentivo à leitura.

Inspirado no movimento que, no segundo turno das eleições presidenciais, levou milhares de pessoas em todo o país a escolherem um livro para levar às urnas, a iniciativa propõe a criação de uma biblioteca colaborativa.

Nela, títulos que simbolizam valores como esperança, luta, diversidade e pluralidade, sob o pretexto de que o conhecimento é a maior arma de transformação social.

Campanha pede sua colaboração 

O publicitário Gabriel Morais, um dos idealizadores do projeto, falou sobre a proposta da biblioteca, que, semelhante a um clube do livro, permitirá a troca de obras por meio da troca de obras entre os leitores. “A grande maioria dos livros que lemos são recomendados por algum amigo ou conhecido. A indicação de livros – ainda – é a forma mais efetiva para o incentivo à leitura. E o movimento que nasceu durante o segundo turno das eleições foi, sem dúvidas, a maior campanha de incentivo à leitura em nosso país. ‘O livro que levei’ representa uma curadoria feita organicamente por milhares de pessoas. Um convite à leitura de livros que simbolizam muita coisa”.

Qualquer pessoa poderá se tornar membro e ter acesso a todas as obras da biblioteca. Para torná-lo real, uma campanha pede sua contribuição no Catarse. Saiba como ajudar! 

O livro que levei from O Livro que levei on Vimeo.

1 / 8
1
04:47
Entenda como o fogo na Amazônia virou uma crise internacional
O fogo que consome a Amazônia, maior floresta tropical do mundo, já representa 52,5% de todas as queimadas registradas no …
2
02:58
Como se prevenir de doenças
Você sabe o que são as doenças crônicas não transmissíveis? Hoje, a Dra. Aline Oliveira, médica de família, fala sobre ações …
3
03:13
Kinoplex: o cinema sem defeitos em São Paulo!
Quem disse que cinema de shopping é tudo igual? São Paulo acaba de ganhar um espaço exclusivo, com seis salas …
4
08:59
Vinicius Poit defende Salles como ministro do Meio Ambiente
O deputado federal Vinicius Poit (NOVO-SP) defendeu a permanência de Ricardo Salles como ministro do Meio Ambiente no Governo Bolsonaro. …
5
02:28
Quais são os sintomas que são gerados pelo estresse?
Com a correria do dia-a-dia somos facilmente pegos pelo estresse. E o nosso corpo indica sinais de que estamos fisicamente …
6
03:52
Surge o BolsoLula: os mesmos vícios da velha política brasileira
No vídeo, o jornalista Gilberto Dimenstein explica o conceito da expressão 'BolsoLula' e analisa as consequências da interferência política exercida …
7
04:15
Como os Beatles mudaram minha vida: parte 1
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …
8
03:02
Jair Bolsonaro é louco, ignorante ou irresponsável?
O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento nesta quarta-feira, 21, apontando que ONGs poderiam estar por trás das queimadas na …