Qual a relação entre mudanças climáticas e saúde mental

Você sabia que as mudanças climáticas afetam a saúde mental? A especialista Helen Gurgel, da UnB, nos ajuda a comprender a amplitude do tema. Assista!

Por: Instituto Clima e Sociedade

Sempre quando falamos em mudanças climáticas, é preciso compreender que elas têm impactos diretos e indiretos. Depressões e ansiedades profundas são alguns deles.

A alteração nos padrões das chuvas, aumento dos eventos extremos, do nível do mar e acidificação dos oceanos são apenas alguns dos exemplos de consequências diretas. Já a qualidade da água, a poluição do ar, mudanças ecológicas e no uso do solo são efeitos indiretos. Ambos são graves e trazem incidências negativas à saúde humana por meio de desnutrição, doenças cardiovasculares, respiratórias, infecciosas, alergias, lesões e, inclusive, distúrbios mentais.

Um estudo chamado How climate change is affecting your health (2016) estima que, entre 2030 e 2050, as mudanças climáticas podem causar 250 mil mortes por ano – devido, principalmente, à malária, desnutrição, diarreias e estresses por calor.

Quando relacionamos um panorama mundial entre as emissões de gases de efeito estufa, mudanças climáticas e saúde, pouco falamos sobre saúde mental – que é um tema muito recorrente na atualidade. Segundo a professora Helen Gurgel, coordenadora do Laboratório de Geografia, Ambiente e Saúde da Universidade de Brasília (UnB), os quadros patológicos de estresse pós-traumático e depressão estão associados às catástrofes naturais, por exemplo.

“A mudança climática se reflete em alguns extremos. Inundações, situações que vão chegar à ruptura. Isso acaba levando uma desestabilidade e acaba prejudicando a sua saúde mental. Se ela não for trabalhada, ela vai levar a casos extremos como suicídios ou casos que levam a depressões ou ansiedades profundas, que acabam acarretando no próprio físico e em um custo muito alto para a sociedade”, alerta Gurgel.

Assista ao vídeo:

O Dia Nacional da Conscientização sobre Mudanças Climáticas, celebrado no próximo dia 16 de março,  visa ampliar o conhecimento para subsidiar a tomada de decisão. Precisamos de atores envolvidos na temática de clima e saúde e, assim, popularizar a comunicação do risco e ampliar as estratégias de divulgação das iniciativas e dos objetivos obtidos em resposta à crise climática. Faça parte desse movimento e compartilhe esse vídeo!

Mulher segura placa com a frase: "una-se pelo clima"
O Dia Nacional da Conscientização sobre Mudanças Climáticas é celebrado em 16 de março
Por: Instituto Clima e Sociedade

O Instituto Clima e Sociedade (iCS) é uma organização filantrópica que promove prosperidade, justiça e desenvolvimento de baixo carbono no Brasil. Funcionamos como uma ponte entre financiadores internacionais e nacionais e parceiros locais. Assim, somos parte de uma ampla rede de organizações filantrópicas dedicadas à construção de soluções para a crise climática.O iCS traça planos de ação frente aos problemas climáticos a partir de uma lente social. Por isso, prioriza medidas que, além de reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE), também gerem melhorias na qualidade de vida para a sociedade, em especial para os mais vulneráveis.A atividade principal do Instituto é dar doações para fomentar projetos e organizações que visem:• CONSTRUIR evidências que qualifiquem o debate e apoiem a tomada de decisão• PROMOVER advocacy, campanhas e comunicação• CRIAR espaços de interação entre diversos atores e setores• INCENTIVAR o intercâmbio de conhecimento e experiência entre o Brasil e o mundoAlém disso, também nos dedicamos ao engajamento da sociedade com o tema de mudanças climáticas, implementação de projetos próprios e capacitação institucional de organizações da sociedade civil.​

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário iCS da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1
Governo Bolsonaro libera pesca em áreas de conservação ambiental
Uma portaria do Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, autorizou a pesca esportiva e amadora …
2
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
3
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
4
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
5
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
6
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …
7
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …
8
Qual o impacto do feminismo na periferia ? Luana Hansen dá a letra
Dj, MC e produtora musical, Luana Hansen fez e faz história no movimento hip hop há, pelo menos, duas décadas. …