Questionado sobre homofobia, Jair Bolsonaro ironiza repórter

Conhecido por postura intolerante, deputado federal ironiza repórter em Recife e ri: "Se fosse, não estaria dando entrevista para você agora"

Em um evento realizado nesta quinta-feira, 10, na Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco, em Recife, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) teve sua homofobia questionada pelo repórter Marcos Oliveira, do site NE10, em entrevista coletiva. Ao perguntar “Jair Bolsonaro, o senhor é homofóbico?”, o parlamentar ironizou o jornalista, riu, e rebateu: “Se fosse, não estaria dando entrevista para você agora”.

Apesar da aparente descontração, Jair Bolsonaro é conhecido pela agressiva postura contra LGBTs. E autor de notórias frases de cunho discriminatório e, eventualmente, marcados pela violência. “O filho começa a ficar assim meio gayzinho, leva um coro, ele muda o comportamento dele. Olha, eu vejo muita gente por aí dizendo: ainda bem que eu levei umas palmadas, meu pai me ensinou a ser homem”.

O parlamentar também se posicionou severamente contra a distribuição do material “Escola Sem Homofobia” – conteúdos sobre diversidade sexual nos materiais didáticos das escolas da estadual. “É um crime você ensinar para uma criança de 6 anos de idade que ser gay é isso ou aquilo. Você está estimulando para o sexo logo cedo e isso o pai ensina.”

Compartilhe: