Revisão de nomes de planetas pela Nasa faz web discutir preconceito

Agência espacial anunciou que vai banir termos preconceituosos ao se referir a planetas, estrelas e galáxias

Por: Redação

As redes sociais estão polarizadas ao repercutir um comunicado da Nasa: o da revisão de nomes de planetas, estrelas e galáxias que possam configurar algum tipo de preconceito.

A NGC 2392 não será mais "nebulosa esquimó"
Crédito: Reprodução/NasaA NGC 2392 não será mais “nebulosa esquimó”

O anúncio da agência espacial americana foi feito na quarta, 5.

E já veio com dois exemplos. O primeiro é o da NGC 2392, apelidada de “nebulosa esquimó”.

Isso porque o termo “esquimó” é visto como racista ao ter sido imposto a indígenas das terras árticas.

O outro apelido a ser banido é o da “galáxia dos gêmeos siameses”, par de galáxias formado por NGC 4567 e NGC 4568.

“Nosso objetivo é que todos os nomes estejam alinhados com nossos valores de diversidade e inclusão”, afirmou Thomas Zurbuchen, administrador-associado da Diretoria de Missões Científicas da Nasa, em Washington.

“Trabalharemos proativamente com a comunidade científica para garantir isso. A ciência é para todos, e todas as facetas do nosso trabalho precisam refletir esse valor”, complementou.

Assim, no futuro, a agência pretende utilizar somente nomes oficiais escolhidos pela União Astronômica Internacional, sem se valer de apelidos não aprovados.

Além disso, as nomenclaturas atuais passarão pelo crivo de especialistas em diversidade, inclusão e igualdade.

Eles darão uma consultoria à Nasa para identificar nomes inapropriados que deverão ser excluídos pela agência.

A revisão de nomes de planetas, estrelas e galáxias bombou na web. E provocou discórdia entre os que concordam com a medida e os que discordam dela.

“Buraco Negro. Onde tá o racismo? Na palavra ‘negro’? Se você acha isso o racismo tá em você, porque o nome Buraco Negro é esse pois ele absorve toda a luz perto dele, então sem luz perto dele ele fica com cor totalmente negra. Não é racismo, é luz”, escreveu um usuário do Twitter a respeito do que considera um possível banimento de nomenclatura.

“Galera, o mundo muda, racismo já foi muito normalizado, homofobia também, e qualquer iniciativa pra diminuir os impactos dele devia ser aplaudido. Se você não faz nada pra diminuir estes problemas, por que reclama quando alguém faz?”, respondeu outro internauta.