CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Saiba por que as islandesas saíram do trabalho às 14h38

Por: Redação

A Islândia é um dos melhores países do mundo para ser mulher, de acordo com o ranking do Fórum Social Mundial de 2015. Isso se deve, principalmente, à greve que as islandesas fizeram em 24 de outubro de 1975, dia em que 90% da população feminina deixou de trabalhar, fazer tarefas domésticas e cuidar dos filhos.

Nesta segunda-feira, dia 24, as mulheres se organizaram mais uma vez para protestar. Desta vez, elas saíram do trabalho mais cedo, exatamente às 14h38, para lutar contra a desigualdade salarial, que persiste na Islândia mesmo após a greve de 41 anos atrás.

As islandesas foram às ruas, mais uma vez, para lutar por seus direitos
As islandesas foram às ruas, mais uma vez, para lutar por seus direitos

O horário foi escolhido por um motivo em especial, já que o salário feminino, em comparação com o masculino, faz com que as mulheres trabalhem “de graça” a partir das 14h38. Por isso, neste horário, elas saíram e foram se manifestar na praça Austurvöllur, localizada na capital islandesa, Reykjavík.

Esse mesmo protesto acontece todos os anos no país europeu e a mudança no horário mostra que a situação tem melhorado aos poucos. Por exemplo, em 2005, o horário de saída do trabalho foi às 14h08; em 2008, 14h25. No entanto, para as islandesas, a igualdade salarial precisa ser atingida com urgência — e elas não vão desistir enquanto não terem os mesmos direitos do que os homens.

Confira algumas fotos e vídeos do protesto:

#kvennafrí #kvennafrídagurinn #freethenipple

Uma foto publicada por elinharpa (@elinharpa) em

Eins og þið sjáið þá er ég og vinkona mín Karó ekki sáttar #jöfnkjör #kvennafrí

Uma foto publicada por Una Magnea Stefánsdóttir (@una_magnea) em

Þessar voru með það á Austurvelli í gær #kvennafrí

Uma foto publicada por Drífa Baldursdóttir (@drifab) em

Hættum þessu rugli! #kvennafrí

Uma foto publicada por María Hrund Marinósdóttir (@mariahrund) em

Kjarajafnrétti strax! #jöfnkjör #kvennafrí

Uma foto publicada por VR stéttarfélag (@vrstettarfelag) em

#jöfnkjör #kvennafrí

Uma foto publicada por Dögg Matth (@dewiceland) em

Compartilhe:

1
Morre Gilberto Dimenstein, jornalista e fundador da Catraca Livre
É com profunda tristeza que a Catraca Livre anuncia o falecimento de seu fundador, Gilberto Dimenstein, aos 63 anos de …
2
Entenda a operação da Polícia Federal de combate às fake news
O combate às fake news ganhou um novo e importante capítulo nesta semana com a Polícia Federal realizando uma série …
3
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
4
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
5
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
6
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
7
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
8
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …