Sargento do exército é morta em assalto após seu carro quebrar

Bruna Carla Borralho Cavalcante de Araujo era lotada na 21ª Brigada de Infantaria Paraquedista

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A sargento do exército Bruna Carla Borralho Cavalcanti de Araújo, 27 anos, foi assisada no domingo, 30, após seu carro enguiçar e ela sofrer um assalto em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro.

A sargento, que atuava na 21ª Brigada de Infantaria Paraquedista, estava junto com a irmã, sobrinhos e o marido, Angelo Henrique de Araújo, quando o veículo –um Cruze prata– em que estavam havia aquecido e parado na Avenida Presidente Kennedy.

sargento
Crédito: Reprodução/Facebook A sargento Bruna Carla Borralho Cavalcanti de Araújo que foi assassinada na frente da família

Angelo desceu do carro para fazer o conserto e em seguida ouviu os gritos da esposa que denunciavam o assalto.

Após os gritos, os assaltantes dispararam contra a sargento e tiraram todos de dentro do carro. Eles fugiram com o veículo.

Bruna foi levada à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Pilar, também em Duque de Caxias, mas não resistiu aos ferimentos. Não foi divulgado se outros ocupantes do veículo teria se ferido também.

O Comando Militar do Leste disse que está prestando todo suporte à família, além das medidas administrativas cabíveis para elucidação dos fatos. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense instaurou inquérito para apurar as circunstâncias da morte.

Compartilhe: