Sites ensinam sobre a deficiência visual em busca de inclusão

Por: Catraca Livre
dificiencia_visual_2
Informar a sociedade sobre a deficiência visual é importante para existir mais inclusão na sociedade.

Segundo o Censo 2010, a população brasileira com deficiência visual – cegueira ou baixa visão – é de mais de 6,5 milhões de pessoas que, cada vez mais, têm frequentado ambientes sociais como as escolas e os espaços culturais, por exemplo.

Apesar do relevante número de pessoas com deficiência visual, a falta de conhecimento em se relacionar com elas, bem como sobre as dificuldades encontradas por cegos no dia a dia, ainda é grande para a maioria da população. Por isso, informar a sociedade é de extrema importância para que haja mais sensibilização e inclusão.

Com esse intuito, alguns sites abordam o tema com clareza através de conteúdos voltados para aqueles que querem entender mais sobre a deficiência visual e se tornar mais participativo na sociedade. Com dicas, vídeos, e materiais informativos, estes sites buscam esclarecer dúvidas da população em geral e ajudar os deficientes visuais.

A Fundação Dorina, que há mais de seis décadas se dedica à inclusão social de deficientes visuais, separou uma lista destes sites informativos neste tema. Confira a lista abaixo!

deficiencia_visual
Fundação Dorina se dedica à inclusão social de deficientes visuais.

1 – Trocando Saberes

A Trocando Saberes é uma plataforma digital com vídeo-aulas e dicas que podem facilitar o dia a dia dos professores de alunos com deficiência visual e interessados na temática. Os materiais tratam de inclusão escolar, educação inclusiva, relacionamento professor e família, a importância da educação inclusiva, o recurso da áudio-descrição em sala de aula, instrumentos para garantir o desenvolvimento escolar de crianças cegas e outras informações relevantes. O acesso é gratuito e estão disponíveis vídeos, artigos e publicações relacionados ao tema.

2 – Dorinateca

A Dorinateca é uma biblioteca online formada pelo acervo de publicações acessíveis da Fundação Dorina. O site conta com mais de 4.400 títulos de livros acessíveis, com arquivos para impressão em braille, áudio e digitais acessíveis. O acesso a títulos de domínio público é livre a todos os interessados. Já as demais obras podem ser acessadas mediante cadastro de pessoas cegas ou com baixa visão e/ou de instituições, bibliotecas e escolas que atendem a este público. O acesso é gratuito.

3 – Novo Olhar

Novo Olhar é uma fanpage criada por pessoas com deficiência visual com o intuito de difundir mais informações sobre a baixa visão e deficiência visual.

4 – Braille Visual

Site da USP, Braille Visual oferece um curso online e público para pessoas que enxergam e têm interesse em aprender os pontos negros do braille. O acesso é gratuito.

Veja mais:

1
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
2
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
3
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
4
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
5
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …
6
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …
7
Qual o impacto do feminismo na periferia ? Luana Hansen dá a letra
Dj, MC e produtora musical, Luana Hansen fez e faz história no movimento hip hop há, pelo menos, duas décadas. …
8
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido.Era …