Últimas notícias:

Loading...

‘Sou contra falar que o homossexualismo é normal’, diz filha de Silvio Santos

Por: Redação
Arquivo pessoal da Patrícia Abravanel/reprodução
Patrícia Abravanel e Silvio Santos

Na noite deste domingo, dia 8, o Programa do Silvio Santos, no SBT, foi palco de um show de horrores contra a população LGBT.

Silvio comentou sua frustração com o filme “Carol”, que fala sobre o romance entre uma mulher mais velha outra mais jovem. Estrelado por Cate Blanchett, o longa recebeu 5 indicações ao Oscar 2016. Depois do desabafo, o apresentador perguntou aos participantes do quadro “Jogo dos Pontinhos” se eles eram “contra ou a favor de duas mulheres se amarem como se fossem um casal”.

Sua filha, Patrícia Abravanel, afirmou ser contra esse tipo de amor.

“Li numa revista que um terço dos jovens se relaciona com pessoas do mesmo sexo. Eu acho muito um terço, mesmo sem saber se a opção deles é real. Eles experimentam. Acho que o jovem é muito imaturo para saber o que quer. A gente tem que firmar que homem é homem e mulher é mulher. Acho que não é legal ser superliberal. E se por acaso ele tiver alguma coisa dentro dele que fale diferente, aí tudo bem. O que está acontecendo é que estão falando que tudo é bonito e o jovem acaba experimentando coisas que pode vir a se arrepender depois”.

Ela continuou, dizendo que seu pai estava fazendo “propaganda indireta” ao assunto e emendou: “Eu não sou contra o homossexualismo [sic], mas sou contra falar que é normal. E outra, mulher com mulher não é tão legal assim. Não tem aquele brinquedo que a gente gosta bastante”.

  • O que há de errado com o discurso de Patrícia? Muita coisa. 

Primeiro: assim como os homossexuais não opinam sobre as relações heterossexuais, por que o contrário deveria ser aceito? Ninguém tem o direito de opinar na relação do outro.

Segundo: gênero é uma coisa e sexualidade é outra. Quando ela diz que “homem é homem e mulher é mulher”, a filha de Silvio Santos limita o ser humano a um órgão genital. E o ser humano é muito mais que pênis ou vagina.

Terceiro: Homossexualidade. Não homossexualismo. Ainda não aprendeu?

Quarto: a mulher não precisa de um pênis, ou “brinquedo que a gente gosta bastante”, como ela disse, para a relação sexual ser completa.

  • Há quase 30 anos…

Se estivesse viva, Hebe Camargo, a rainha da televisão brasileira, daria uns belos puxões de orelha em Patrícia. Em uma edição do programa “Roda Viva”, da TV Cultura, de 1987, Hebe deu uma linda declaração sobre os homossexuais. Assista abaixo (a partir de 42:20).

?>