Informar

SP registrou 4 crimes por dia contra população LGBT em 2017

No ano passado, foram 1.541 casos, contra 1.917 em 2016 e 465 em 2015

Por: Redação | Comunicar erro
Denúncias de discriminação contra a população LGBT no estado também cresceram 44%

Em 2017, ocorreram quatro crimes por dia em São Paulo contra a população LGBT. Os dados foram divulgados pela Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual, da secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania do estado.

No ano passado, foram 1.541 casos, contra 1.917 em 2016 e 465 em 2015. Os registros são por injúria, violência doméstica, homicídio, entre outros crimes. Entre 2016 e 2017, as denúncias de discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais, trans e travestis no estado também cresceram: 44% no total. Em 2015, ocorreram 51 casos, contra 52 em 2016 e 75 em 2017.

Até 26 de junho de 2018, foram 54 registros de discriminação, segundo a Secretaria da Justiça. No entanto, ainda hoje não se sabe a dimensão real dessa violência porque há casos não denunciados.

O estado de São Paulo tem desde 2001 uma lei que pune o preconceito por identidade sexual ou de gênero. A apuração da secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania é feita a partir de um serviço online de denúncias.

Em 10 anos, 452 denúncias de discriminação foram recebidas no estado de São Paulo, com 396 processos instaurados. Deste número, 123 foram julgados procedentes e outros 70 ainda estão em andamento.

Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo: 1 a cada 19 horas

Compartilhe: