Sting canta sobre mudanças climáticas e imigração em novo álbum

Sting, ou melhor Gordon Matthew Thomas Sumner (este é seu verdadeiro nome de batismo)  sempre foi umativista. Desde os anos 80, o cantor britânico, ex-vocalista da banda The Police, defende o meio ambiente, osdireitos humanos e principalmente, os povos indígenas.

Divulgação
Título do novo álbum de Sting é “57th & 9th”, o nome de duas ruas pelas quais o cantor passa diariamente

Foi depois de uma visita à tribo Caiapó, no Brasil, junto ao cacique Raoni, que Sting, sua esposa Trudie Styler e o ator e cineasta belga Jean-Pierre Dutilleux criaram o The Rainforest Foundation Fund, fundo internacional para proteger a Floresta Amazônica. A iniciativa teria surgido a partir de um pedido do próprio líder indígena. Hoje, a fundação faz parte de uma organização muito maior, com outras entidades-irmãs, e trabalha em mais de 20 países com florestas tropicais.

Agora, os 64 anos, Sting está gravando um novo disco em um estúdio de Nova York, onde mora. Se você quer saber mais detalhes sobre este novo álbum e assistir a um vídeo do cantor contando mais sobre ele, acesse aqui a reportagem completa no site Conexão Planeta.

Compartilhe: