Tainá Müller fala abertamente sobre machismo e educação do filho

Por: Redação

Durante entrevista e sessão de fotos para a revista “Cosmopolitan”, a atriz Tainá Müller, responsável por encenar Aura na novela “O Outro Lado do Paraíso”, conversou sobre machismo e educação do seu filho Martin, de um ano.

Na trama, artista interpreta uma médica que já sofreu agressão do namorado Gael (Sergio Guizé): “A cultura machista é muito predominante. Essa brutalidade aprisiona os homens também. Muitos têm atitudes violentas para afirmarem sua masculinidade. O Gael, de certa forma, não deixa de ser vítima dessa cultura.

Em um dos episódios, Gael chegou a estuprar Clara, interpretada por Bianca Bin, durante a noite de núpcias do casal.

Tive amigas que já foram estupradas, abusadas por tio. Isso é muito comum. É uma cultura que trata o homem como um selvagem, como se ele fosse incapaz de controlar seus instintos sexuais – conta a atriz, que se diz feminista. – Desde sempre. Desde a primeira vez que vi que não podia fazer certas coisas por ser mulher.

Mãe de um bebê de um aninho, Tainá contou um pouco da sua relação com a educação de Martin: “Vejo que desde cedo os meninos são instigados e cobrados a se afirmar pela violência, com lutinhas, com super-heróis. Não quero isso para Martin. Quero ensiná-lo a cuidar, porque em geral as pessoas ensinam a menina a cuidar e o menino a ser cuidado. Comprei um boneco ‘neném’ e, na hora de comer, enquanto eu dou comida para meu filho, ele alimenta o neném.


Leia também: