Taiwan é o primeiro país asiático a legalizar casamento LGBT

"Através da legalização, garantimos que o amor de todos é igual e todos devem ser tratados igualmente", escreveu a presidente

Por: Redação
bandeira LGBT em manifestação
Crédito: FernandoPodolski / iStockO avanço nas leis do país foi comemorado por milhares de manifestantes do lado de fora do Parlamento

Taiwan fez história nesta sexta-feira, 17, e se tornou o primeiro país da Ásia a legalizar o casamento LGBT. Por 66 votos a favor e 27 contra, os parlamentares aprovaram uma lei que autoriza “uniões permanentes exclusivas” para casais do mesmo gênero e permite que eles solicitem um “registro de casamento” em agências governamentais.

O avanço nas leis do país foi comemorado por milhares de manifestantes do lado de fora do Parlamento, em Taipei, a capital, que aplaudiram e agitaram as bandeiras com as cores do arco-íris. A partir de 24 de maio, casais LGBT já poderão registrar seu casamento em Taiwan.

ONGs E PROJETOS LGBTs PARA VOCÊ AJUDAR

SAIBA O QUE FAZER EM CASO DE HOMOFOBIA

Após a aprovação da medida, a presidente Tsai Ing-wen fez um post em suas redes sociais. “Hoje é um dia de orgulho para Taiwan. Nós demonstramos o valor da gentileza e inclusão desta terra para o mundo”, escreveu. “Através da legalização, garantimos que o amor de todos é igual e todos devem ser tratados igualmente. Hoje podemos dizer que fizemos de Taiwan um país melhor.”

A votação deu à população LGBT quase todos os direitos associados a um casamento, que incluem questões como impostos, seguro e guarda de crianças, mas não foi incluída na legislação a equiparação completa dos direitos de adoção.

A legalização ocorreu no Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia. Cerca de 35 mil pessoas marcharam pelas ruas da cidade até o Parlamento, pedindo aos legisladores que votassem a favor da união civil igualitária.

Para a Aliança de Taiwan para Promover os Direitos de Parceria Civil, a medida favorável significa que o país abriu uma “nova página em sua história”.