Transexual tem braço amputado após ser agredida em SP

Bárbara estava em um bar na zona norte de SP quando foi agredida com uma garrafa; família denuncia transfobia

Por: Redação

A transexual Bárbara Brasil foi agredida com uma garrafa, na noite do dia 1° de dezembro, em um bar na zona norte de São Paulo. O ataque aconteceu quando Bárbara se recusou a dar um cigarro para uma mulher com histórico de agredir e ofender homossexuais e travestis.

Testemunhas disseram que a mulher, que já estava alterada, pegou a garrafa, quebrou e atacou a transexual. Familiares contaram que não houve discussão antes da agressão. Segundo o site Ponte, ela permaneceu por quase uma hora com o braço sangrando à espera do Samu.

Crédito: Reprodução/Ponte/Arquivo pessoalBárbara teve a parte inferior do braço esquerdo amputada

“A pressão dela estava 4 por 3, teve que tomar quatro bolsas de sangue. Devido a tudo isso, tiveram que grampear uma artéria, e ficou três dias sem circular sangue na parte de baixo da mão. Os médicos precisaram amputar, não teve mais circulação”, contou a mãe de Bárbara à Ponte.

“Ela está levando a vida na medida do possível. Perdeu braço, agora estamos com uma campanha para ter uma prótese. [Ela] está à base de calmantes e antidepressivos. São mais de dez remédios por dia”, disse uma amiga de Bárbara.

Clique aqui para ler a matéria completa.

Compartilhe: