Causando: as mais criativas publicidades que mudam o mundo

As mais criativas publicidades de causa do do Brasil e do mundo

Por: Redação | Comunicar erro
Tags: #News

Essa publicidade do Burger King está chamando a atenção mundo, por expor de um jeito inusitado a marca. O objetivo é mostrar a diferença entre preconceito de opinião.

O vídeo começa com posts críticos de consumidores ao BURGER KING, enfatizando que se trata de opiniões. Em seguida, foram selecionadas frases preconceituosas, todas reais, que aparecem no vídeo para ilustrar que se trata de preconceito. E encerra: “Opiniões são sempre bem-vindas. Preconceito, não.”

O BURGER KING não está sozinho nessa causa. Para dar mais força em um assunto tão delicado e que precisa ser discutido, a marca conta com a parceria de três ONGs: AZMina, instituição que produz conteúdo sobre a luta das mulheres; CEERT, instituição voltada para a promoção da igualdade de raça e de gênero; e a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Com essa campanha, é lançada a secção “Causando” no projeto Mestres da Criatividade, da Catraca Livre,  criou um área batizada de “Causando” apenas para mostrar as mais criativas campanhas publicitárias que mudam o mundo.

No próximo dia no dia 17 de novembro – Dia Mundial da Criatividade. Neste dia, Mestres da Criatividade vai mostrar as 13 mais importantes publicidades internacionais que mudam o mundo.Já tínhamos realizado neste ano um festival de filmes apenas com as melhores publicidades brasileiras com causa.

Para combater o preconceito contra idades mais avançadas no mercado de trabalho, Washington Olivetto, ainda na DPZ,  coloca em sequência imagens em preto e branco de homens com mais de 40 anos que fizeram grande sucesso justamente depois dessa idade, casos de Gandhi e Einstein, que encerra essa peça vencedora do Leão de Ouro em Cannes mostrando a língua para a discriminação.

De forte apelo emocional, as imagens mostram os olhos, as mãozinhas e as formas de um bebê lindíssimo para revelar, em seguida, que trata-se de uma criança com Síndrome de Down. Não há diferença alguma: todo bebê é um bebê Johnson’s, diz a campanha realizada pela DM9 para o Dia das Mães.

Quem chegou primeiro, o ovo ou a galinha? Na campanha da SOS Mata Atlântica, vemos o galináceo optar por fazer o percurso a pé, enquanto um homem com cabeça de ovo conduz um automóvel poluente. Ao final, entendemos a mensagem que o filme propõe de maneira extremamente lúdica e divertida.

Na Semana Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, a Y&R – Young & Rubicam Brasil e o IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas) encontraram um jeito de as árvores do espaço urbano de São Paulo expressarem sua satisfação, ou a contrariedade, com a qualidade do ar ao redor. Quem viu a campanha “Árvore que Sente” pelas ruas ficou “de cara”.

Do lado de cá, jovens que querem aprender inglês. Do lado de lá, pessoas mais velhas que vivem em casas de repouso dos EUA e que buscam alguém para conversar. No projeto Speaking Exchange, a escola de idiomas CNA e a agência FCB Brasil uniram essas duas pontas com a realização de bate-papos por vídeo entre alunos brasileiros e idosos americanos.

Você aponta o celular para a cara do político, esteja ele na sua frente ou na tela da TV, e um app entrega se aquela pessoa está mentindo ou não. Essa criação da Grey, a pedido do Reclame Aqui, é perfeita para um ano de eleição – e deve derrubar muitas máscaras ao pintar de roxo os semblantes dos que faltam com a verdade.

Ao colocar uma família negra em uma peça para o Dia dos Pais, O Boticário resolveu cutucar aqueles que pensam nas pessoas felizes de “comercial de margarina” sempre como sendo necessariamente brancas. A campanha provocou desejáveis reflexões sobre o racismo.

Como parte da campanha “Leia para uma criança”, o Itaú imaginou que a primeira astronauta brasileira a voar para o espaço seria negra. Como trilha sonora para a peça, o hit “Starman”, de David Bowie, ganhou uma versão em voz feminina e que foi rebatizada como “Stargirl”, ou “A menina das estrelas”, que também virou livro infantil escrito por Tulipa Ruiz. A campanha foi produzida pela DPZ&T

Autoestima: esse é o tema central da campanha Real Beleza, feita pela Ogilvy para a marca Dove, da Unilever, ao mostrar, por meio de desenhos, como podem variar os modos como as mulheres enxergam a si mesmas e como os outros as veem; afinal, o belo é uma questão de perspectiva e da forma de olhar.

Esqueça os comerciais de cerveja que objetificam mulheres de formas opulentas; para desconstruir esse padrão, a Ambev e a agência F/Nazca pediram a seis ilustradoras que recriassem velhos pôsteres da marca Skol sob um olhar livre do machismo. “Redondo é sair do seu passado”, diz a campanha.

Fazer uma tatuagem, voltar a estudar, trocar de carreira, ter um filho, adotar uma nova orientação sexual. O tempo é de cada uma, e ultrapassado é só o preconceito: são essas as lições que nos deixa a campanha “Velha pra isso”, da Natura, ao combater o julgamento das atitudes das mulheres a partir da idade, o que acontece ao longo de todas as fases das vidas delas.

As mulheres querem se divertir na balada, mas os homens não entendem isso. Para constatar o quanto elas padecem com o assédio pelo toque, uma campanha da Ogilvy para a tônica Schweppes criou o “vestido para o respeito”, uma roupa dotada de sensores que mensurou o número de abordagens indesejadas que três mulheres sofreram na noite.

O que parecia ser mais um capricho do socialite Chiquinho Scarpa se revelou como uma “pegadinha” por uma causa nobre: o “Conde” convocou a mídia para o enterro de um carro Bentley, avaliado em R$ 1 milhão, e as críticas pela suposta futilidade do ato deram lugar à consciência de que muita gente enterra coisas muito mais valiosas; campanha da Leo Burnett Tailor Made para a ABTO – Associação Brasileira de Transplante de Órgãos.

Você é daqueles que fecham os outros no trânsito ou não param na faixa de pedestres se não há um sinal obrigando a isso? A Porto Seguro Auto quer que os motoristas repensem atitudes como essas ao dar descontos nos planos de seguro automotivo para as pessoas que são gentis ao volante. Como? Por meio de um aplicativo que gerencia o nível de gentileza na condução do veículo.

Caetano, Marisa Monte, Hortência, Milton Nascimento e muitos outros famosos fazem com as mãos um gesto que imita o voo de uma pomba branca: trata-se da campanha Sou da Paz, para o instituto do mesmo nome, em prol do desarmamento da população.

O Hospital Amaral Carvalho, em Jaú (SP), é referência no tratamento do câncer infantil na América Latina. Para aliviar a solidão das crianças internadas, a instituição criou um urso de brinquedo que transmite a elas mensagens de apoio de familiares e amigos.

Compartilhe: