Últimas notícias:

Loading...

Centenário de Vilanova Artigas: ajude a celebrar a obra de um dos maiores arquitetos do Brasil

Por: Redação
Cristiano Mascaro
“Admiro os poetas. O que eles dizem com duas palavras
a gente tem que exprimir com milhares de tijolos”, Vilanova Artigas

Para comemorar o centenário de nascimento de João Batista Vilanova Artigas, em 23 de junho de 2015, a família do arquiteto pretende lançar um documentário, livro e exposição sobre a vida e obra do arquiteto. Além disso, também foi lançado um site que irá brigar todas as informações dos outros eventos programados para o 100 anos de Vilanova Artigas.

Ele foi um dos fundadores da Escola Paulista – importante grupo de arquitetos da cidade-, criou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP com outros professores, foi próximo e aprendeu técnicas de desenho com artistas como Alfredo Volpi, Aldemir Martins, Aldo Bonadei, entre outros.

Também fez parte de uma geração que construiu a cultura paulista nos anos 40, quando foram criados os principais museus da cidade.

Projetou o Estádio do Morumbi, o edifício da FAU-USP e Edíficio Louveira em São Paulo. Teve nomes importantes como discípulos, como Paulo Mendes da Rocha, Joaquim Guedes e Sérgio Ferro.

Arquivo Pessoal
João Batista Vilanova Artigas (1915 – 1985). Intelectual tinha fortes convicções políticas e teve que exilar-se no Uruguai durante a Ditadura Militar

Fazer do acervo e dos projetos um documento único

Segundo Rosa Artigas, 63, historiadora e filha do arquiteto, a ideia é organizar todo o acervo pessoal, composto por documentos, cartas e fotografias com os projetos arquitetônicos – que foram doados para o acervo da FAU-USP. E assim criar  um fundo de documentação único.

“Queremos que o centenário não seja apenas uma homenagem, mas também um oportunidade de atualizar o seu pensamento”, diz Rosa Artigas.

As casas como a cidade e a cidade como as casas

O centenário de Vilanova Artigas é comemorado entre os dois mega-eventos que colocaram a discussão sobre as cidades novamente na pauta pública- a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. De um lado, as grandes obras, como estádios e aeroportos. E, por outro, os problemas básicos de moradia e mobilidade urbana nas grandes cidades.

A filha do arquiteto lembra a importância da visão da cidade defendida por Artigas. Para ele, as cidades devem ser como as casas e as casas como as cidades. “As pessoas têm que morar bem nas casas. Têm que ser felizes dentro das casas e dentro das cidades”, lembra Rosa.

“A cidade como um lugar para as pessoas. Uma visão humanista de que ela não pode ser somente um negócio capitalista”, comenta a filha do arquiteto.

Assim, a cidade deve fornecer liberdade e sociabilidade para os cidadãos. Para Vilanova Artigas, a felicidade de um povo se mede pela beleza de sua cidade.

Financiamento colaborativo

A família do arquiteto está realizando financiamento colaborativo para concluir os projeto de comemoração do centenário do artista.

Pessoas físicas e jurídicas podem contribuir e existem diversos planos de colaboração. Os interessados devem entrar em contato pelo email centenarioartigas@gmail.com.