CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Condomínio estudantil feito com contêineres resolve problemas de moradia e meio ambiente

Por: Redação
 wp-image-487922
wp-image-487922
Todo o projeto foi concebido de acordo com a maneira que os estudantes gostariam de viver: com certo conforto e sem ter que dividir o chuveiro e o vaso sanitário com estranhos.[/img]

Em 2005, a empresa Tempohousing resolveu criar o maior condomínio estudantil do mundo utilizando contêineres velhos. Mil caixas de aço depois, o Keetwonen  é, atualmente, a segunda moradia universitária mais popular do país.  As “casas” vêm com banheiro, cozinha, varanda, quarto, sala de estudo e um sistema de ventilação.

Além do óbvio uso “verde” dos contêineres, a Keetwonen também integrou um telhado para acomodar a drenagem de águas pluviais, além de proporcionar a dispersão de calor e isolamento para as caixas de aço. O aquecimento funciona com um sistema de caldeira de gás natural central. A água quente é fornecida por um tanque de 50 litros por casa e uma conexão de internet de alta velocidade está incluída, bem como um sistema central de telefonia para os visitantes na porta principal.

A “cidade universitária” ainda conta com café, supermercado, espaço de escritórios e área de esportes. As unidades são organizadas em “blocos” e cada bloco contém uma unidade de serviço com sistemas de eletricidade  e internet em rede. Os blocos têm uma área fechada interna para estacionamento de bicicletas.

Leia a matéria na íntegra.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.