As mais criativas campanhas de marketing que mudaram o mundo

O projeto Mestres da Criatividade elegeu as iniciativas publicitárias mais impactantes na sociedade das últimas décadas

Por: Redação | Comunicar erro

O marketing social tem ganhado importância na construção de um mundo melhor. Afinal, o segmento de propaganda também precisa ajudar na defesa de muitas causas importantes. No embalo desse debate, o projeto Mestres da Criatividade, do Catraca Livre, elegeu as mais criativas publicidades que mudaram o mundo.

Essas campanhas foram selecionadas pelo “Causando”, do projeto Mestres da Criatividade, da Catraca Livre – selecionamos as mais criativas publicidades com causa.

Participaram dessa escolha especialistas altamente gabaritados. Foram eles: Leandro Machado, sócio da agência Cause, cujo foco é o marketing de transformação; a publicitária Marina Pires, executiva do Google; Gustavo Teixeira, publicitário e diretor de Planejamento de Experiências da Agência Tudo; e José Vicente, fundador da Faculdade Zumbi dos Palmares.

Esses profissionais estiveram presentes no auditório da Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, onde, no dia 17 de novembro, foram apresentadas as peças publicitárias mais transformadoras. Confira a seguir quais são elas.

  1. A bandeira dos refugiados: nas Olimpíadas do Rio, em 2016, uma delegação de dez atletas que haviam deixado seus países de origem ganhou um novo símbolo para participar das provas. Yara Said, artista refugiada da Síria, foi a autora do projeto dessa bandeira.

2. I ❤ NY: Nova York precisava se reinventar, sobretudo financeiramente. Assim, em 1977, o Departamento de Desenvolvimento Econômico do Estado de Nova York criou uma campanha de amor à “Big Apple” para fomentar o turismo na região. Seu principal apelo, segundo os especialistas, é a genuinidade do sentimento que despertou.

3. “Menina sem Medo” de Wall Street: foi em um Dia Internacional da Mulher que essa estátua de bronze, criada pela artista Kristen Visbal, passou a encarar o touro de Wall Street, em Nova York, como símbolo da luta pela igualdade de gênero.

4. Outubro Rosa: o movimento de prevenção ao câncer de mama originou-se na década de 1990 nos EUA. À época, a Fundação G. Komen for The Cure distribuiu o laço cor-de-rosa aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York.

5. O Desafio do Balde de Gelo: a prática de jogar um balde de água gelada sobre a própria cabeça viralizou em 2014. Famosos do mundo todo aderiram à ideia, que surgiu para arrecadar doações para pesquisas sobre a esclerose lateral amiotrófica (ELA). O adormecimento dos membros provocado pelo banho gelado é semelhante a um dos sintomas da doença.

6. Tocando Obras-Primas: a Galeria Nacional de Praga, na República Tcheca, desenvolveu o projeto Touching Masterpieces. Com a aplicação de recursos de Realidade Virtual, como o uso de luvas especiais, pessoas com deficiência visual passaram a sentir, pelo tato, os contornos de esculturas famosas.

7. U.S.A. for Africa – “We Are the World”: em 1985, 45 artistas norte-americanos, entre os quais Michael Jackson, Kenny Rogers e Lionel Ritchie, gravaram o compacto com a canção “We Are the World”. A maior parte dos lucros das vendas foi destinada a ajudar vítimas da fome e de doenças na África.

8. Conheça os Sinais: como prevenção contra os tiroteios em escolas dos Estados Unidos, a organização Sandy Hook Promise lançou uma campanha que mostra os sinais de que um atirador está prestes a agir. A instituição foi fundada por parentes de vítimas de um ataque em uma escola de Connecticut, em 2012.

9. Toda Arma Tem uma História: ativistas contra o armamentismo abriram uma loja “fake” de armas em Manhattan, Nova York. Quando os clientes leem sobre a história das peças que pensavam em adquirir, entram em choque. Afinal, nem sempre o “currículo” de uma arma é algo bonito de se ver.

10. A Última Chamada: no Chile, 99% das pessoas são doadoras de órgãos. Porém, depois que elas morrem, 50% das suas famílias contrariam essa vontade. O objetivo desta campanha foi mobilizar a população para mudar esse quadro. O vídeo mostra as supostas últimas ligações em vida de indivíduos que buscam convencer os familiares a obedecer seu desejo de ser doadores.

11. Harpia: uma ave em risco de extinção. Um grande pianista. Um bailarino renomado. Ao fundo, as Cataratas do Iguaçu. Leia, na reportagem abaixo, como Fabio Caramuru e Ismael Ivo, que também estiveram na Biblioteca Mário de Andrade no dia 17, gravaram um vídeo de intensa beleza.

Leia também: 

Causando: as mais criativas publicidades que mudam o mundo

Pela paz, crianças fogem para as montanhas em campanha de Natal

Compartilhe: