Método Marie Kondo: 4 passos mágicos para manter a casa em ordem

Especialista em organização propõe uma nova relação com os objetos

Por: Redação | Comunicar erro
marie kondo organizando gavetas
Crédito: divugaçãoMarie Kondo diz ter método infalível de organização

“Ordem na casa com Marie Kondo” tem feito a cabeça dos obcecados por organização desde que estreou, no começo do ano, na Netflix. O programa mostra o método de arrumação da casa desenvolvido pela guru japonesa Marie Kondo, que visita a casa das pessoas colocando na prática seus truques.

De organização, Marie Kondo entende. Ela é autora do livro “A Mágica da Arrumação”, um best seller com milhões de cópias vendidas em todo o mundo. Foi considerada pela revista Time, em 2015, uma das 100 pessoas mais influentes do planeta, e os vídeos hipnotizantes em que aparece organizando gavetas e dobrando roupas acumulam milhões de visualizações.

O método batizado de “KonMari” é simples na teoria, mas pode ser infinitamente complexo na prática.

O segredo está em categorizar todas as coisas de sua casa. TODAS! Até um grampo de cabelo. Feito isso, é necessário examinar esses itens. Basicamente, a teoria da guru da limpeza é manter em sua vida apenas aquilo que te faz feliz.

Se a resposta à pergunta: “Isso me faz feliz?” for sim, o item será mantido. Do contrário, deve-se agradecer ao objeto que lhe foi útil algum dia e, em seguida, descartá-lo. Isso vale para tudo, desde roupas, livros, papeis, até objetos sentimentais, como cartas e fotos.

A guru garante que esses truques – quando aplicados da maneira correta – evitam que as pessoas percam seu tempo procurando pertences dentro do armário e diminuem as chances da bagunça retornar.

Mais do que organização, talvez o que mais o método KonMari expõe seja a necessidade de frearmos nosso desejo consumista. Após aplicar os truques de organização, as pessoas conseguem enxergar a quantidade de tranqueiras que ficam perdidas em gavetas e percebem ser possível viver com menos.

A guru garante que capacidade de identificar o que vale a pena ser mantido na vida tende a melhorar com o tempo. Há quem diga que o método vale não somente para a organização da casa, mas também para outras áreas, inclusive em relacionamentos.

Se estiver animado com a ideia de organização, confira abaixo alguns passos indicados por Marie Kondo:

PASSO 1. Defina seu estilo de vida ideal e como você gostaria que fosse sua casa

Pare por alguns minutos e pense como você gostaria que fosse cada canto da sua casa. Tente imaginar quais itens você gostaria de ter e onde ficariam melhor posicionados. Ao visualizar uma imagem concreta, torna-se mais rápido o processo de deixar cada coisa em seu lugar. Esta é a chave principal da arrumação.

PASSO 2. Arrume tudo de uma vez só

Há quem tire um dia para arrumar o quarto e outro para dar atenção à organização do escritório, mas para Marie Kondo, o grande problema de arrumar as coisas aos poucos é que as chances de você passar o resto da vida arrumando são grandes.

PASSO 3. Organize por categoria, não por localização

Isso significa que você deve decidir arrumar todos os livros e não arrumar apenas o quarto, por exemplo, já que livros podem estar por diferentes cômodos da casa. Faça uma categoria por vez. A dica é começar pelas mais fáceis, como roupas livros e documentos. Se tiver muitos itens em uma categoria (roupas, por exemplo), faça subcategorias com calças, camisetas e jaquetas.

Deixe para o final objetos que têm algum valor sentimental, como fotos e cartões. Marie Kondo sugere guardar apenas fotos que te fazem lembrar do contexto e trazem um sentimento bom.

PASSO 4. Livre-se do excesso

Ao pegar cada um dos objetos da sua casa, pergunte a si mesmo: isso tem utilidade no momento para mim ou terá no futuro? Isso me faz feliz? Essa pergunta é ainda mais importante, pois mais do que ser útil, aquele objeto precisa te fazer feliz.

Caso a resposta for negativa, não hesite em jogar as coisas fora ou destiná-las para a doação. Deixe várias sacolas só para isso. Você deve ficar apenas com o que realmente ama ou que ainda te deixa feliz.

“Para algumas pessoas serão muitas coisas. Para outras, somente um punhado”, diz a autora. “A chave é trabalhar para identificar aquilo que verdadeiramente produz felicidade, e para a maioria das pessoas não é fácil. Mas é a melhor maneira de nos assegurar de que vivemos com aquilo que nos satisfaz. E na quantidade justa”.

Dicas extras de Marie Kondo:

• A melhor maneira de guardar bolsas é uma dentro da outra.

• Não compre produtos especiais para organização. A ideia é diminuir a quantidade de itens que possui, e não comprar mais.

• O objetivo de um presente se cumpre na hora em que o recebemos. Por isso, não tenha medo de se desfazer de lembranças que recebeu e nunca usou.

• Você guarda um monte de fios e cabos que não sabe de onde são? Jogue-os no lixo. Só mantenha aqueles cuja função você possa identificar.

• Qual foi a última vez que você abriu um manual de instruções? Eles não servem para nada.

• Esvazie o conteúdo daquelas caixas onde guarda objetos aleatórios, como botões soltos, prendedores de cabelo, moedas, canetas e bloquinhos promocionais.

• Organize as roupas na vertical. O resultado final é algo como uma biblioteca de roupas.

Compartilhe:

1 / 8
1
09:00
Dim Brinquedim e a arte do brincar
O artista cearense Antonio Jader Pereira dos Santos, também conhecido como "Dim Brinquedim", é o fundador do Museu Brinquedim em …
2
05:46
Criatividade e talento na dança de Deborah Colker
A renomada coreógrafa brasileira Deborah Colker está com sua nova apresentação "Cão sem plumas" rodando mundo a fora. Nossa equipe foi …
3
09:08
A magia dos arranjos musicais
O compositor e multi-instrumentista Antonio Loureiro é entrevistado pelo jornalista Gilberto Dimenstein neste novo vídeo da série Mestres da Criatividade. A …
4
05:33
Chega de embalagens: preservando o meio ambiente
Já pensou entrar em um supermercado em que os produtos são todos vendidos a granel, sem embalagens? Você leva o …
5
02:35
Criatividade e Solidariedade: transformando a dor em beleza.
A vida do garoto Angelo Henry, morto em 2014, inspirou uma linda história de solidariedade que ressoará na vida de …
6
01:17
A mãe que reescreveu a história da sua filha
O que uma mãe não faz por seus filhos? A Alessandra, mãe da Naná, notou que às vezes havia uma certa …
7
02:47
Não existe nada por acaso
Um dos melhores intérpretes da MPB, Simoninha doou o seu talento à Orquestra Sinfônica Heliópolis em um show no Masp …
8
04:36
Brasileira cria aplicativo que promove a inclusão
"Brainy Mouse" é o nome do aplicativo que une criatividade, inclusão e tecnologia. Criado pela brasileira Ana Sarrizo esse jogo carrega …