Noivos usam criatividade para se casar durante pandemia

Conheça histórias de casais celebraram o amor mesmo em tempos de coronavírus

A pandemia da covid-19 tem afetado o mundo, e quem vai se casar não foi poupado. Os profissionais do mercado enfrentam o desafio de gerir equipes e clientes neste momento de crise, mantendo os olhos no futuro e não cruzando os braços, porque o sonho não pode ser cancelado!

Não sendo possível a realização do casamento, o conselho é adiar. E o que não conseguimos celebrar hoje, festejaremos amanhã, com mais e energia e ainda maior intensidade, com muito mais motivos para celebrar.

É claro que, do lado dos noivos, e ao nível emocional, o impacto foi brutal. Tanto trabalho e dedicação a pormenores, tantos planos e sonhos idealizados, o vestido de noiva já pendurado e de repente… é preciso adiar o tão esperado dia feliz!

Dicas para quem está com casamento marcado durante a pandemia

Mas a verdade é que a felicidade também se pode reinventar. E foi o que muitos noivos fizeram pelo mundo inteiro, encontrando alternativas para manter a celebração para o dia marcado. O Zankyou fez uma viagem por vários países para hoje lhe contar, aqui, algumas histórias inspiradoras, que a farão sorrir e acalmar o seu coração. Porque o importante é estarem juntos. O importante é o amor, que não se adia, nem se cancela. E a sua festa, com todos os entes queridos, será celebrada com tudo a que vocês têm direito: com muitos abraços, afetos, beijos, sorrisos e lágrimas… de felicidade, claro!

Portugal: Nuno & Patrícia

Nuno e Patrícia são apenas um dos dos casais que encontraram uma alternativa à impossibilidade de celebrarem o casamento com os seus entes queridos.

Nuno e Patrícia casaram em plena crise COVID-19… em casa!

O casamento estava marcado para dia 31 de março, o dia perfeito para a união, dado que foi o dia em que, três anos antes, tinha acontecido o pedido de casamento, durante umas férias na Islândia. No entanto, a pandemia estragou os planos a este casal de português, juntos há cinco anos, que pensavam seguir a tendência do elopement wedding, porque queriam um casamento íntimo. O plano era ir ao cartório no dia 24 daquele mês, celebrarem a dois no dia 31 e, mais tarde, no dia 10 de abril, fazerem então uma festa com a família, na sua casa, com cerca de 50 convidados. Só que, com a pandemia, a cartório passar a fazer apenas registos de nascimento e óbito, o hotel cancelou a reserva e a imposição do distanciamento social inviabilizou a festa. Desistiram? Não!

O dia 31 de março chegou e, fechados em casa, sozinhos, decidiram casar, até porque as alianças de casamento compradas há meses tinham essa data gravada no interior. Sendo Patrícia personal stylist e Nuno fotógrafo de casamentos (NJmattos Photography) os looks estavam garantidos, assim como as fotografias, com selfies e a ajuda de um tripé. Assim, montaram um altar improvisado com objetos de decoração que tinham em casa, apanharam flores no jardim para o bouquet da noiva, escreveram e leram os votos de casamento, trocaram alianças e encomendaram sushi para o jantar, a sua comida favorita, numa mesa posta com a louça guardada para momentos especiais. Em casa só estavam eles e o seu cão, King, o único convidado da cerimônia.

Casamento em casa de Nuno e Patrícia | Foto FB @NJmattosPhotography
Casamento em casa de Nuno e Patrícia | Foto FB @NJmattosPhotography
Casamento em casa de Nuno e Patrícia | Foto FB @NJmattosPhotography

Durante o dia, evitaram encontrar-se, para manter o efeito surpresa, até porque nenhum dos dois tinha visto a traje escolhido pelo outro para o grande dia. Marcaram uma hora estratégica para apanhar a luz do fim do dia, e  Nuno estava lá, à espera da “entrada” da sua Patrícia. No momento certo, trocaram juras de amor, e este final de tarde foi vivido com toda a emoção, ao som dos Coldplay, a banda preferida dos dois. Acabaram por fazer tudo o que tinham planejado fazer no hotel, mas em casa, numa situação mais intimista, mantendo o mais importante para eles: a celebração do seu amor.

Casamento em casa de Nuno e Patrícia | Foto IG @patriciapersonalstylist
Casamento em casa de Nuno e Patrícia | Foto FB @NJmattosPhotography
Casamento em casa de Nuno e Patrícia | Foto FB @NJmattosPhotography

Para os dois, e apesar de não ser nada oficial, o casamento aconteceu, naquele mesmo dia. A oficialização efetiva e a festa, porém, não foram canceladas. Ainda não têm data, mas querem partilhar este momento e celebrar com a sua família e amigos ao seu lado, vivendo o seu grande dia com toda a intensidade!

O casal foi notícia em vários meios de comunicação em Portugal. E Nuno, da NJmatttos Photography, deixa uma importante mensagem no seu Facebook: “Nunca pensámos que este ato se tornasse tão importante… apenas queremos demonstrar ao mundo que os sonhos não podem ser cancelados (…) e queremos só deixar uma palavra a todos os casais: não desistam dos seus sonhos…”

View this post on Instagram

Patrícia & Nuno Wedding, ONE of the Twins got married!!! Olá a tod@s… dia 31 de Março de 2020 foi um dia extremamente feliz para nós, apesar do nosso casamento ter sido adiado na conservatória, não foi por isso que não cumprimos com o nosso sonho. SIM, o mesmo realizou-se… celebrámos o nosso casamento em casa 🙂 apesar do confinamento obrigatório, infelizmente não conseguimos manter a distância de segurança mas foi por uma boa causa!!! Parabéns a nós minha mulher @patriciapersonalstylist Amo-te muito. #lisbonweddingphotographer #destinationweddingeurope #portugalweddingphotographer #weddingphotographerportugal #weddingphotographereurope #destinationweddingportugal #weddingphotography #weddinglisbon #njmattos #njmattosphotography #lisboaweddingphotographer #weddingportugal #weddinglisbon #voucasar2021 #weddingportugal #portugalwedding #casar2021 #casamento2021 #casamentos2021 #casamento2021 #voucasarem2021 #casamentoportugal #casamentoemportugal

A post shared by Nuno Matos (@n_sotam) on

EUA: Reilly & Amanda decidiram se casar mesmo na pandemia

Também em março, um casal de Nova Iorque decidiu celebrar o seu casamento com uma cerimônia out of the box. Diante da pandemia do novo coronavírus, Reilly Jennings e Amanda Wheeler – que tinham o seu casamento marcado para outubro, mas tiveram receio da evolução da propagação – decidiram adiantar o seu casamento e acabaram por fazê-lo no meio da rua, sem convidados, mas com direito a público a assistir.

Casamento de Reilly Jennings & Amanda Wheeler  | Foto IG @reillyjennings
Casamento de Reilly Jennings & Amanda Wheeler  | Foto via IG @outmagazine de @kktapper
Casamento de Reilly Jennings & Amanda Wheeler  | Foto de @kktapper
Crédito: Foto de @kktapperCasamento de Reilly Jennings & Amanda Wheeler  | Foto de @kktapper
Casamento de Reilly Jennings & Amanda Wheeler  | Foto IG @wheelsfit
Casamento de Reilly Jennings & Amanda Wheeler  | Foto IG @wheelsfit

Matt Wilson, um amigo das duas, autorizado a celebrar casamentos, conduziu a cerimônia da janela do seu apartamento, no quarto andar de um bairro em Manhattan, mantendo seu isolamento voluntário.

“Foi o momento mais nova-iorquino de sempre e foi ainda mais especial poder partilhá-lo com a vizinhança numa altura tão assustadora e incerta. Adoro esta cidade”, disseram à CNN.

Itália: Raul & Mónica

Da Itália, um dos países mais atingidos por esta calamidade, surgem também algumas histórias de amor e começamos por um casamento entre dois médicos em tempo de pandemia. Raul Polo, de 48 anos, e Monica Balugani, de 35, ambos funcionários de hospitais com enfermarias onde são tratados doentes com o coronavírus, foram autorizados a casar, mesmo com as restrições implementadas. O argumento foi sólido: “Se eu ou a Monica adoecermos, só conseguimos obter informações um do outro se estivermos casados. Se um de nós morrer, o outro só tem direito a uma pensão de sobrevivência se existir um casamento e só assim protegemos os nossos filhos”, explicou o noivo, segundo o Jornal de Notícias.

Crédito: Foto via Jornal La Repubblica (repubblica.it)Casamento de Mónica & Raul | Foto via Jornal La Repubblica (repubblica.it)

A verdade é que o ortopedista já esteve duas semanas com problemas respiratórios, e da centena de médicos italianos que o vírus já matou em Itália, dois trabalhavam no mesmo hospital onde exerce a sua profissão.

O casal, que se conhece há nove anos, tem dois filhos de dois e três anos, foi adiando o casamento por uma razão ou por outra, mas percebeu agora que era urgente fazê-lo, pedindo autorização ao Presidente da Câmara da sua região, Parma, que aceitou abrir a exceção, entendendo que estes médicos não podiam esperar pelo fim incerto de uma pandemia. “Pareceu-me ser uma forma de agradecer a quem está todos os dias na primeira linha”, justificou Pizzarotti, citado pela Gazzetta di Parma.

Casamento Mónica & Raul | Foto via Jornal La Repubblica (repubblica.it)
Casamento Mónica & Raul | Foto via Jornal La Repubblica (repubblica.it)

A cerimônia aconteceu na quinta-feira santa, contando com sete pessoas (muitas, em tempos de COVID-19…): os noivos, os dois filhos, duas testemunhas (amigos) e o autarca. A noiva levava um vestido comprido, azul, estampado, que tinha em casa. Como disse Raul, o casamento foi um “casamento de guerra”, rápido, mas “baseado no amor”, para proteger quem ficar, caso o “soldado” morra.

A festa com amigos e família, à boa tradição italiana, fica mais tarde, quando todos estiverem em segurança. “A lua de mel, talvez em Portugal, quem sabe…”. Até lá, “paciência”, escreveu Raul numa carta de agradecimento a Pizzarotti, na qual diz acreditar que a bandeira italiana “voltará a ser verde como os Apeninos, branca como o mármore das catedrais e vermelha como o Lambrusco”.

Casamento Mónica & Raul | Foto via Jornal La Repubblica (repubblica.it)
Casamento Mónica & Raul | Foto via Jornal La Repubblica (repubblica.it)
Casamento Mónica & Raul | Foto via Jornal La Repubblica (repubblica.it)

Itália: Tatiana & Armando

Também da Itália vem a notícia dos noivos Tatiana e Armando, de Roma, que decidiram trocar alianças numa cerimónia sem família e amigos, mas com máscaras. Longe de ser o casamento ideal, o casal não abdicou de dizer o “Sim” em tempos de COVID-19…

Espanha: José & Déborah

Da Espanha temos a história de José Lopez e Deborah Gurrea, que tinham casamento marcado para dia 4 de abril, já há um ano, mas que, após meses de planos e preparativos, tiveram de cancelar a união devido  a situação de isolamento imposta pelo país, flagelada pela pandemia causada pelo novo coronavírus. Isto até o momento em que dois dos seus vizinhos e amigos de longa data, Rebeca e Alejandro, planejarem uma lindíssima surpresa!

Casamento de José & Déborah | Foto via El Español (elespanol.com)

Os amigos do casal organizaram uma cerimônia simbólica, delineando tudo ao detalhe, e foi com muita emoção que, na manhã do dia em que tinham marcado o casamento, os noivos encontraram à sua porta uma caixa com uma coroa de flores, um tutu, uma cartola e um laço, para estarem vestidos a rigor. Depois ouviram os microfones da Proteção Civil, também envolvida na surpresa, para descobrirem de imediato os seus vizinhos do bairro onde vivem, nas suas respetivas varandas, decoradas com balões e cartazes, e até a presença do autarca local, embora a cerimônia não seja oficial.

Casamento de José & Déborah | Foto via El Español (elespanol.com)

Um drone gravou toda a “cerimônia” e o vídeo está sendo compartilhado nas redes sociais, sendo que os amigos do casal estão a receber inúmeros elogios pela iniciativa que tomaram!

Alejandro e Rebeca, amigos e vizinhos do casal e organizadores deste casamento na varanda | Foto via El Español (elespanol.com)​

A revista espanhola Hola partilhou no Instagram o vídeo do momento:

Brasil: Júlia Cabrera & Artur Dragone

Passamos para uma história que aconteceu por aqui. Os noivos Júlia Cabrera e Artur Dragone que, tal como muitos outros noivos de São Paulo, tiveram de adiar o seu casamento face à pandemia do novo coronavírus, tiveram uma surpresa organizada pela irmã da noiva. No dia em que era suposto casarem, no dia 11 de abril, ouviram a campainha tocar e, à porta, tinham uma caixa com bolos e balões. Dentro da caixa estava um vestido branco, uma camisa e um bilhete que dizia para os noivos acederem a um link do Google Meetings e irem para a varanda.

Quando o casal chegou à varanda, começou a tocar uma marcha nupcial. Ao olharem para baixo, Júlia e Dragone viram a mãe e a irmã da noiva de vestido de festa compridos. “Sabia que era uma ideia da minha irmã. Ela adora estas coisas. Somos gêmeas e muito ligadas“, disse a noiva à publicação Veja São Paulo.

Júlia e Dragone foram apanhados de surpresa no dia que era para ser a cerimónia | Foto: Veja SP

As alianças de casamento ainda estavam guardadas, à espera da gravação da data alterada, por isso, o noivo – que também foi apanhado de surpresa – improvisou uma versão feita de fita crepe.

A irmã, Helena Cabrera, contou à Veja São Paulo que acrescentou “alguns amigos e familiares ao grupo de WhatsApp de padrinhos e madrinhas e pediu para que fizessem circular o link da live”, pelo que no “casamento” puderam estar, assim, cerca de 45 convidados conectados, rigorosamente vestidos. Uma alternativa não presencial, que contou com muitos discursos e muita emoção!

Aqui está o vídeo do grande acontecimento, que só será celebrado “a sério” e ao vivo em fevereiro do próximo ano.

E assim chegamos ao fim da nossa viagem pelo mundo dos “casamentos alternativos” em tempos de COVID-19. Porque há sempre tempo e espaço para celebrar o amor!

Se conhecer mais alguma história, partilhe connosco nos comentários. Queremos contribuir para espalhar boas energias com todos estes relatos bonitos, que nos façam sorrir!

Talvez também lhe interesse:

Vestidos de noiva para casamento civil: modelos para todos os gostos!

Mini Wedding: um guia para organizar seu dia perfeito!

Em parceria com Zankyou

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário zankyou

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.