Saiba como os hackers brasileiros roubam os seus dados bancários

Por: Redação | Comunicar erro

O Brasil é um país em franco crescimento, pena que é na área do cibercrime. Em rankings de ataques cibernéticos pelo mundo, o país se encontra entre os cinco primeiros colocados.

Por esse motivo, a FireEye — desenvolvedora de softwares de segurança — fez um estudo que revelou um grupo que fraudava operações de cartão de crédito. A empresa divulgou uma nota alertando os usuários sobre a forma como os hackers agem.

Segundo os pesquisadores, os cibercriminosos usam múltiplas maneiras de conseguir as informações bancárias de uma pessoa. Uma delas é a compra dos dumps — o registro da estrutura de banco de dados. Ao portar o registro, os hackers os aplicam em sites de compras online, saques em caixas eletrônicos e inúmeras outras formas de gerar prejuízo.

Hackers conseguem seus dados de diversas formas na internet
Hackers conseguem seus dados de diversas formas na internet

A FireEye listou um passo a passo do golpe:

1) Configuração do local de trabalho
As evidências do ataque são apagadas do seu histórico e Área de trabalho, como cookies, conversas ou qualquer outro meio que delate o crime. Essa ação é realizada de modo anônimo, o usuário muitas vezes nem fica sabendo.

2) Aquisição de dados
Os dados roubados são vendidos em redes sociais e fóruns. Existem também lojas online especializadas nesse tipo de crime — a principal delas é a “Toy Store”, que vende credenciais de cartões e outros dados.

3) Geração de novos cartões
São utilizados alguns programas conhecidos como “geradores de cartões”. Esses aplicativos fornecem números que possibilitam a monetização para as compras. Os números são testados em sites públicos, mas só funcionam em lojas que tenham sistemas de autenticação fracos.

Veja os demais passos no site do Tecmundo, que conta como funciona o processo de validação e monetização do cibercrime.

Compartilhe:

1 / 8
1
02:35
Criatividade e Solidariedade: transformando a dor em beleza.
A vida do garoto Angelo Henry, morto em 2014, inspirou uma linda história de solidariedade que ressoará na vida de …
2
01:17
A mãe que reescreveu a história da sua filha
O que uma mãe não faz por seus filhos? A Alessandra, mãe da Naná, notou que às vezes havia uma certa …
3
02:47
Não existe nada por acaso
Um dos melhores intérpretes da MPB, Simoninha doou o seu talento à Orquestra Sinfônica Heliópolis em um show no Masp …
4
04:36
Brasileira cria aplicativo que promove a inclusão
"Brainy Mouse" é o nome do aplicativo que une criatividade, inclusão e tecnologia. Criado pela brasileira Ana Sarrizo esse jogo carrega …
5
04:17
Restaurante brasileiro é referência mundial de sustentabilidade
Sair para comer fora também pode ser um ato de resistência contra a destruição do planeta – e isso vale …
6
01:41
As camisas dos verdadeiros campeões
Você está vendo essa criança com camisa de futebol? Essa não é uma camisa comum, na realidade ela é uma …
7
01:47
Mestres da Criatividade: Grafites atropelam a intolerância
Um movimento de arte em favor do amor e contra a intolerância surgiu nas ruas de Berlim: Paint Back, promovido …
8
04:53
Como a passagem de um livro virou uma música sublime
Numa passagem da obra-prima "O tempo e o Vento", de Érico Veríssimo, a protagonista Ana Terra se encanta com sua …