Últimas notícias:

Loading...

Black Friday: 5 dicas infalíveis para não errar durante as compras

Não bastar apenas querer comprar, tem que saber fazer a compra consciente para que no fim possa colher apenas frutos de decisões financeiras inteligentes

Ouça este conteúdo

Nesta próxima sexta-feira, 27, irá acontecer a maior campanha de vendas promocionais do comércio eletrônico e varejo físico do Brasil, a Black Friday. Muitas pessoas esperam o ano todo para ir às compras neste dia, justamente por conta da enxurrada de promoções que as empresas promovem. Mas, é importante ficar de olhos bem abertos para não cair numa grande furada.

Black Friday: 5 dicas infalíveis para não errar durante as compras
Crédito: DivulgaçãoBlack Friday: 5 dicas infalíveis para não errar durante as compras

Apesar do Brasil ainda estar sob impacto da crise provocada pela pandemia da covid-19, a expectativa para a edição deste ano é que as vendas aumentem, principalmente as realizadas de modo on-line.

Desde a primeira vez em 2010 no país, a data é um dos principais eventos no calendário do varejo físico e comércio eletrônico por aqui. De acordo com o levantamento da consultoria Ebit/Nielsen, o varejo online brasileiro faturou R$ 3,2 bilhões na edição de 2019, aumento de 23,6% em relação a de 2018.

Para este ano, o faturamento deve ser ainda maior. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com o Neotrust-Compre&Confie, a estimativa para a Black Friday 2020 é de crescimento de 77% nas vendas em relação a 2019, atingindo a marca de R$ 6,9 bilhões.

Pensando em ajudar a todos que pretendem fazer algumas comprinhas nesta edição, conversamos com a consultora financeira Dina Prates e Luan Santos, economista e especialista de investimentos financeiros, para falar sobre algumas dicas de como se preparar para o momento e não agir com compulsividade. Vamos lá?

Faça uma lista com suas prioridades de compra

Diversas tentações irão aparecer no meio do seu caminho, mas é bom lembrar o que realmente está faltando. Por isso, é de extrema importância que o comprador tenha noção do que precisa. Com isso, a velha e boa listinha de comprar vai ajudar nesse processo. “Faça uma lista de desejos e pense nas coisas que você necessita ou gostaria de adquirir. Lembre-se, desejo é diferente de necessidade! Então, faça duas listas: desejos e necessidades”, explica Dina Prates.

Pesquise e compare preços

Assim como qualquer outra data no ano, quando vamos fazer alguma compra, é natural que a pessoa vá pesquisar preços, primeiramente. Tem gente que prefere online, mas tem aqueles que vão de loja e loja (física) para fazer aquela comparação de preço marota. Na Black Friday, não seria diferente, certo? Não é porque o preço daquele item está abaixo do preço que você já viu antes, que ele não possa estar mais barato em outros lugares.

“Pesquise o valor desses itens, se puder faça as pesquisas online e visite uma loja física, caso você  faça as suas compras nas lojas, mas não esqueça de pesquisar no mínimo três lugares diferentes”, disse Dina Prates.

Luan Santos ressalta que a Black Friday é um dia bacana, mas precisa ter cautela ao comprar os produtos, eles podem estar com preço da metade do dobro.  “Nada de querer aproveitar o desconto só porque é desconto. Entre na loja com melhor preço, compre e saia. Compre somente o que você realmente precisa ou se planejou para adquirir, pois não adianta levar um monte de coisas só porque está em conta”, explica.

Fique de olho nas fraudes

Não é novidade para ninguém que muitos fraudadores utilizam da Black Friday para aplicar seus golpes com mais facilidade. É um dia com muito apelo financeiro, a galera está ansiosa para comprar o item deseja ou necessário mais rápido e mais barato. Mas, fique atento, é nessas que você pode cair em uma armadilha digital.

Dina Prates fala que é de extrema importância tomar muito cuidado com os golpes e os sites falsos. “Desconfie de produtos muito baratos que só oferecem a possibilidade de pagamento no boleto. Observe se o site é confiável. Cuidado importante também às falsas promoções, utilize sites de pesquisa de preço para ter certeza que esse produto está com valor mais baixo”.

Luan Santos reforça a mensagem do cuidado na hora da compra. Se for comprar, que seja de uma forma segura. “Hoje existem sites exclusivos para monitoramento de preços, que nos permitem acompanhar de perto se houve aumento ao longo do ano e que também permitem denunciar tais práticas. Prefira lojas mais conhecidas e com referências de mercado, confira sempre os números do cartão de crédito e caso você use algum banco digital, bloqueie o cartão depois de usá-lo”, indica.

Cuidado com os parcelamentos

É preferível que todas as compras realizadas, seja pelo site, ou fisicamente, sejam feitas à vista. Afinal, em grande parte das ocasiões, o produto pode sair com um desconto bem favorável. Pense bem, desconto da Black Friday + desconto do pagamento todo = você muito feliz!

Mas, às vezes, não tem jeito. Nem todo mundo tá com grana sobrando assim pra sair se esbanjando, então, o parcelamento apesar de ser uma boa opção, não pode fica muito fora da sua realidade.

Dina Prates reforça a checagem da sua lista de compra e avisa sobre os cuidados que precisa-se ter ao parcelar. “Na hora da compra pegue as suas listas de desejos e necessidades e veja se as suas compras realmente estão na sua lista de prioridades. Fique atento com longos parcelamentos. Lembre-se que você estará comprometendo a sua renda futura. Será que essa compra realmente será utilizada ao longo do ano?”, questiona.

Saiba dos seus direitos como consumidor

Parece balela, mas este aviso é muito importante, sobretudo se você pretende comprar algo pela internet.

Nas compras feitas pela internet, o consumidor tem direito de arrependimento e devolução em até uma semana, ou trocas em até um mês. É bom ficar atento às políticas de trocas e devoluções das lojas que você eventualmente irá comprar. Não perca estes os prazos!

Lembrando que nem todo tipo de troca e devolução está realmente assegurada pela lei no Código de Defesa do Consumidor (CDC). Então, faça anotações de todos os protocolos e informações oferecidas para que no futuro não tenha surpresas caso você precise trocar ou devolver o produto.

Dito isso, saiba que algumas compras serão mais certeiras, outras vão te deixar na dúvida. Normal! Mas, seguindo direitinho as dicas acima o sucesso da sua compra pode ser muito maior. Seja consciente e boas compras!

Compartilhe: