Pechinchadora profissional dá dicas preciosas para reduzir custos do casamento

Por: marianapastore

Maio é conhecido como o mês das noivas. Se você está pensando em casar ou se já está planejando o seu casamento, mas está assustado com os preços das coisas, tenha calma! Existem algumas informações importantes que todos os noivos precisam saber antes de fechar os serviços desse dia tão esperado. Conversamos com a consultora de compras Cristiane Vieira, criadora do site Personal Pechincha, para pedir algumas sugestões de economia.

A dica principal da especialista é tentar ser o mais racional possível na hora de negociar com os fornecedores. “Não pode demonstrar entusiasmo na hora da contratação de um serviço, pois o vendedor vai saber que você está interessado naquele produto e vai conseguir te persuadir com facilidade”, explica a pechinchadora.

Decoração simples sai mais em conta[/img]

Os mais caros são o espaço, o buffet e a decoração. Sim, você pode tentar fazer uma boa negociação de preços por uma data melhor, ou ainda escolher um local que atenda às suas necessidades, mas que caiba no seu bolso. Os gastos sempre serão proporcionais ao tamanho da sua festa. Então pense bem na sua lista de convidados e tenha uma meta de gastos antes de fechar qualquer negócio. O tipo de festa também determina o seu gasto. Se fizer uma decoração mais simples, com flores da época, ou itens que você mesma possa acrescentar à decoração, por exemplo, pode ser de grande economia. A escolha do cardápio também fará uma diferença enorme. Se escolher um bolo com champanhe, que é super chique, sai bem mais barato, ou então um coquetel com massas, por exemplo.

 Existe alguma dica para pechinchar na hora de contratar qualquer serviço?

Várias! Pesquise sempre! Você pode encontrar preços diferentes do mesmo serviço ou produto, mas de fornecedores diferentes. Não se deixe levar pela emoção na hora da compra. Isso vai atrapalhar a sua negociação. Tenha metas e nunca compre aquilo que você não pode pagar. Produtos que estão fora de linha também são uma boa opção de economia. Não demonstre entusiasmo sobre a possibilidade de comprar, mantenha o silêncio e ouça mais do que fale. É necessário exercitar os seus dotes de ator ou atriz nessas horas. E atitude! Seja ousado no fechamento do negócio: tome atitudes diretas, saque o talão de cheques e, na hora de preencher, peça um último desconto ou brinde. O vendedor provavelmente não vai querer perder um negócio quase fechado por isso.

Em quais serviços os noivos não devem tentar economizar?

Em nenhum. Devem tentar economizar em TUDO, qualquer economia é válida! Hoje tudo faz diferença. Se você conseguir economizar R$ 50 em um item poderá ajudar a comprar o bem-casado ou os chinelos de lembrança personalizados, por exemplo.

É possível cortar algum item ou serviço sem comprometer a festa, como o bolo, os doces ou as lembrancinhas?

Sim, o bolo normalmente é servido como sobremesa com o buffet, mas vale a pena fazer a cotação do bolo fake. É um item barato que fará falta no momento das fotos. Também é possível reduzir a quantidade dos doces. Normalmente são contados a partir de cinco doces por pessoa. Dependendo do que será servido, os noivos podem reduzir esse número para três. A lembrancinha pode ser o bem-casado. Há muito tempo ele é uma ótima opção de decoração da mesa de saída da festa e serve como lembrança.

É deselegante fazer um convite virtual para economizar?

Hoje muitas pessoas utilizam o convite virtual para fazer o “Save The Date” com uma foto do casal, por exemplo. Assim, o casal já pode gastar menos com o convite ou fazer algo digital. Não fica deselegante. Estamos na era da internet, na era digital, do Facebook, Instagram, etc. Cada vez mais vamos evoluir para essa tendência.

Assessoras de casamento dizem que o valor pago a elas é compensado no final da conta por causa dos contatos e descontos de fornecedores. É verdade? Vale a pena contratar esse tipo de serviço, mesmo encarecendo a conta?

Sim, a assessoria sempre tem bons contatos que podem oferecer aos noivos tranquilidade no momento da festa. Por já trabalhar com esses fornecedores, eles podem ter uma condição de preço diferenciada se bem negociada. Isso trará economia no final das contas. E o melhor de tudo é contar com o auxílio da assessora no dia do seu casamento para garantir que tudo saia perfeito no dia mais especial da sua vida.

Como pechinchar na compra do vestido de noiva? Existem dicas para quem não quer gastar o preço de um carro popular no vestido dos sonhos?

O vestido é o item mais importante. Então, o melhor a fazer primeiro é escolher um que você goste realmente e ver se cabe no seu orçamento. Se sim, tente fazer uma negociação de preço e veja se é primeiro ou segundo aluguel. Isso faz uma diferença grande na hora da negociação. O primeiro aluguel é um vestido nunca usado e será separado somente para você usar pela primeira vez no dia do seu casamento. E isso pode elevar bastante o preço do aluguel. Se a noiva não fizer questão de ser a primeira a usar, vai fazer uma boa economia. Mas o importante é sempre buscar bons fornecedores para que o seu vestido esteja perfeito no dia, mesmo sendo primeiro ou segundo aluguel. Uma outra opção é mandar fazer. Se a noiva conhecer uma boa costureira, vale a pena. As rendas estão em alta, e com certeza você encontrará tecidos finos para o seu vestido ficar deslumbrante e bem mais barato.

Tem alguma consideração final que gostaria de fazer?

Sim. Depois te todas as dicas acima, o mais importante é a escolha do fornecedor. Os noivos devem sempre estar seguros em quem contratar. Fazer pesquisa de preços, de orçamentos e da reputação do fornecedor é muito importante. Assinar sempre um contrato detalhado com os itens que foram contratados é de extrema importância. O casamento é planejado com uma antecedência de pelo menos um ano, então é muito importante saber onde você investirá o seu dinheiro durante esse tempo para não ter surpresas no dia festa.

Compartilhe: