Aula digital requer mais do que computador e professor do outro lado

Manter a interação entre os estudantes na aula digital é fundamental para o aprendizado

Por: SEB (Sistema Educacional Brasileiro)
Ouça este conteúdo

A educação à distância já vinha se popularizando nos últimos anos graças ao desenvolvimento de tecnologias de comunicação. Neste ano, devido a medidas protetivas contra o novo coronavírus, a possibilidade virou necessidade. Por isso, muitas dúvidas sobre aulas digitais surgiram.

Crédito: Getty ImagesAula digital requer mais do um computador

O blog Novos Alunos, do SEB (Sistema Educacional Brasileiro), apresenta uma série de esclarecimentos sobre essa metodologia de aprendizagem, que requer mais do que um computador e um professor do outro lado da tela ensinando os conteúdos.

Quer saber mais? Então, confira!

O que é uma aula digital?

A aula digital consiste na introdução da tecnologia nos métodos de ensino, com o objetivo de aprimorar a aprendizagem do aluno.

Como não existe uma base de abordagem predeterminada — muito em função da velocidade em que as novidades e soluções tecnológicas surgem — cabe a cada grupo de educadores e instituições buscarem a fórmula mais adequada para promover esse tipo de ensino.

Para isso, eles podem utilizar as mais variadas ferramentas de educação disponíveis na internet — como aplicativos para celulares e computadores — e aliá-las a uma metodologia de ensino voltada para esse cenário.

Quais as principais características dessa modalidade?

A aula digital apresenta como principal propósito ser democrática, ou seja, ela pode levar um conteúdo rico e acessível a uma maior quantidade de pessoas. Por isso, separamos aqui os principais benefícios que ela nos traz. Veja.

 Imagine trocar horas  em uma biblioteca por apenas alguns cliques

Acesso facilitado

Quando falamos em aula digital, é comum imaginarmos uma metodologia voltada aos assuntos mais abstratos e resultados a longo prazo; porém, ela também pode ser adotada no modelo mais tradicional de ensino, desde que as ferramentas necessárias para a aplicação desse método sejam disponibilizadas a todos os alunos.

Tendo em mãos esses recursos, o acesso às informações fica muito mais fácil, se comparado aos meios tradicionais. Imagine trocar horas de pesquisa em uma biblioteca por apenas alguns cliques no computador, por exemplo.

Informação de qualidade

E não é só a quantidade de conteúdo que a internet oferece, mas também a qualidade do material que pode ser encontrado. Além de matérias em jornais, correios eletrônicos e sites de notícias, várias bibliotecas contam com seu acervo digitalizado, tornando possível que se tenha acesso ao seu material sem sair de casa ou sem a necessidade de levar os livros até as salas de aula.

Soluções inclusivas

Outra característica da aula digital é a inserção dos alunos nesse universo. Apesar de a inclusão ser bastante abrangente atualmente, existem pessoas que têm acesso limitado a esse tipo de conteúdo em suas casas; por isso, adotar essa metodologia pode auxiliar na familiarização de quem tem essa restrição.

Como ela funciona na prática?

Crédito: Tatiana Syrikova/PexelsNão existe uma base de abordagem predeterminada

O principal recurso que deve ser disponibilizado para a realização de aulas digitais é a criação da sala de aula virtual. Ela será o ambiente de estudos dos alunos e o local mais propício para o desenvolvimento das matérias.

É lá que os estudantes poderão focar nos resultados, pois terão ao seu alcance as ferramentas necessárias para facilitar a absorção do aprendizado. Dentro desse ambiente, os alunos devem ter acesso a algumas facilidades, tais como:

Quer mais? Além dos esclarecimentos acima, o blog Novos Alunos tem mais à sua espera.

Conheça 5 aplicativos para organizar os estudos